Artigo

«Odisseia, Desafio ao Limite» aumenta a adrenalina das segundas-feiras

"Odisseia, Desafio ao Limite", um novo espaço de documentários que dão a conhecer façanhas de atletas de desportos radicais com maior destaque mundial, é uma das novas apostas do Odisseia em agosto.

Todas as segundas feiras de agosto e setembro, a partir das 22h00, "Odisseia, Desafio ao Limite" apresenta um elenco de aventureiros que demonstram a sua destreza e paixão pelo risco em alguns dos lugares mais surpreendentes da Terra.

A aventura começa com "Exploradores do Desporto Radical", uma série de seis documentários, com 30 minutos de duração, que acompanham a atleta de queda-livre, Karina Hollekim, lançando-se no vazio desde Hand of Fatima, no deserto do Mali; Steve Redmond, na sua tentativa de se tornar o primeiro homem a completar, a nado, a travessia dos 7 oceanos; Steve Fisher, cavalgando com o seu caiaque sobre os rápidos do rio Zambeze; o surfista Ross Clarke-Jones, na sua tentativa de conquistar a Pororoca, a grande onda que penetra no Amazonas, vinda do mar; Uli Steck, praticante suíço de escalada que conquistou vários recordes de velocidade no estilo livre; Valery Rozov, que salta desde o cume do Evereste, com o seu traje especial com asas, e cos irmãos Huber, que enfrentarão o emblemático Monte Asgard, na ilha de Baffin.

Na série que se segue, "Desafios Red Bull", o Odisseia dá a conhecer, em oito documentários, as principais proezas dos desportistas da Red Bull durante o último ano.

Cada episódio incidirá sobre um tema central, haverá uma tabela classificativa dos momentos mais espetaculares e estarão incluídos todo o tipo de desportos radicais, desde o paraquedismo ao salto em queda-livre, do snowboard ao mergulho a grande profundidade, ou desde a Fórmula 1 ao Motocross Freestyle.

Apesar de praticarem modalidades diferentes, todos estes desportistas têm em comum a destreza, a coragem e o facto de tentarem sempre superar os seus limites, embora nem sempre o consigam.

O culminar desta injeção de adrenalina é a estreia em Portugal de "Ryan Doyle, Desafiando a Gravidade", documentário com exibição a 26 de agosto, pelas 22h00, sobre um jovem de Liverpool que começou no mundo das artes marciais, mas não tardou a descobrir a corrida livre e o parkour.

O seu estilo criativo e a sua força, combinados com a formação de lutador, levaram-no a tornar-se campeão do Red Bull Art of Motion, o primeiro torneio internacional oficial de corrida livre. Depois de ter recuperado de uma grave lesão numa perna, Ryan aceitou o desafio de levar a modalidade que pratica ao mundo inteiro, mostrando as suas capacidades em alguns dos lugares mais emblemáticos do planeta.

A Grande Muralha da China, o Taj Mahal, na Índia, o Machu Pichu, no Peru, as ruínas de Petra, na Jordânia, o Coliseu de Roma ou as inconfundíveis casas de Santorini, na Grécia, foram alguns dos espetaculares cenários que serviram de quadro incomparável para as suas acrobacias.

Comentários