Artigo

RTP exibe retrato íntimo de Florbela Espanca em minissérie

A RTP 1 vai transmitir «Perdidamente Florbela» nos dias 26, 27 e 28 de dezembro, às 21:30.

"Perdidamente Florbela" é uma minissérie de três episódios sobre a vida da poetisa Florbela Espanca, desde o berço no Alentejo até às festas e revoluções na Lisboa dos anos 20.

Dalila Carmo veste-se de Florbela Espanca nesta minissérie escrita e realizada por Vicente Alves do Ó e produzida pela Ukbar Filmes. O restante elenco é composto por Ivo Canelas, Albano Jerónimo, Soraia Chaves, António Fonseca, Ian Velloza, Maria João Abreu, Anabela Teixeira, Rita Loureiro, Carmen Santos, Graciano Dias, Diana Costa e Silva e Maya Booth.

A atriz principal da produção afirma, em entrevista concedida pela RTP em comunicado, que a preparação do papel começou "a partir do momento em que o realizador disse que este projeto ia arrancar".

"Comecei por entrar novamente na literatura da Florbela, li as biografias e, apesar de o guião ter sido inspirado numa biografia em concreto, achei por bem ler o máximo de informação sobre ela, até porque as visões sobre a Florbela são bastante contraditórias", explica.

Dalila Carmo refere ainda que pretendia absorver o "máximo de interpretações sobre a Florbela", a fim de, posteriormente, poder fazer a sua "abordagem e interpretação".

De acordo com a RTP, a minissérie introduz dez novas personagens não vistas no filme "Florbela", igualmente produzido por Vicente Alves do Ó, em 2011, e inclui 50 minutos de material inédito.

"Se o filme nos mostrava uma Florbela que não consegue escrever, a série mostra-nos uma Florbela que só consegue escrever numa constante sede de infinito", refere a RTP.

A minissérie é o retrato íntimo de Florbela Espanca, "não de toda a sua vida cheia de sofrimento, mas de um momento no tempo, em busca de inspiração, uma mulher que viveu de forma intensa e não conseguiu amar docemente", conclui o canal público.

Comentários