Artigo

Woody Allen arrependido de fazer série para a Amazon

Durante o Festival de Cannes, Woody Allen disse que lamenta ter aceitado o convite da Amazon para fazer uma série.

“Arrependo-me a cada segundo desde que disse que sim. Tem sido tão difícil para mim. Tinha a confiança arrogante de fazer o mesmo que num filme, que ia ser um filme em seis partes. Mas não é. Para mim tem sido muito, muito difícil. Luto, luto e luto. Só espero que, quando terminar de fazer a série – tenho até ao final de 2016 – não seja esmagado com deceção”, revelou o realizador norte-americano.

Depois de um ano e meio de tentativas, a Amazon conseguiu convencer o autor de “Meia-noite em Paris” a fazer uma série para ser emitida em streaming. “A Amazon continuou a dizer-me 'Por favor, aceite, faça o que quiser'. Eu dizia que não tinha ideias, que nunca via televisão (…) Isso continuou por um ano e meio e eles continuaram a propor um negócio melhor e melhor. Finalmente disseram: 'Vamos fazer tudo o que quiser, apenas tem de nos dar seis meias horas. Pode ser a preto e branco, pode ser em Paris, Nova Iorque ou na Califórnia, pode ser sobre uma família, pode ser trágico. Nós não precisamos de saber nada, apenas queremos seis meias horas'”, contou Allen ao site Deadline.

Em Cannes, o realizador disse que se sente como “um peixe em fora d’água”, confessando que não teve nenhum “momento agradável” desde que aceitou o convite da Amazon.

O cineasta de 79 anos admitiu ainda na entrevista que desconhece por completo o serviço de streaming: “Não sei mesmo o que é um serviço de streaming; essa coisa interessante”, confessou, dizendo que “nunca soube o que era a Amazon”.

Recorde-se que Woddy Allen esteve no Festival de Cannes a apresentar “Irrational Man”, filme protagonizado por Emma Stone e Joaquin Phoenix. No verão, o cineasta vai começar a filmar uma nova longa-metragem que contará com Kristen Stewart, Bruce Willis, Jesse Eisenberg e Blake Lively.

@Tiago David

Comentários