Artigo

"Arrow" – 3×08 – The Brave And The Bold

CONTÉM SPOILERS.

No episódio anterior, a Team Arrow tinha seguido uma pista até Central City por causa de um boomerang especial de corrida e tinha-se encontrado com a Team Flash, acabando por ajudá-los a derrotar um meta-humano que fazia as pessoas despoletar emoções de raiva. Mas isto claro, podem tudo ler na nossa review de The Flash!

Entretanto neste episódio, a Team Arrow continua atrás do assassino do boomerang (Captain Boomerang?), que aparentemente teria algo a ver com a A.R.G.U.S. por ter sido parte do Suicide Squad e ter simplesmente desertado.

Fui só eu que fiquei com vários pontos de interrogação com o que a Lyla disse da Suicide Squad ter sido toda eliminada?! Oh-meu-deus não vamos vê-los mais? Enfim, como as pessoas não têm lá muito jeito para morrer nesta série, pode ser que tenhamos uma surpresa…

Para dar o ‘kick-off’ ao cross-over, Caitlin e Cisco viajam para Central City sob a desculpa de estarem a atender ao pedido da Felicity de investigarem com ela a morte da Canary – e claro, para conhecerem a «Arrow Cave»! Quem é que não gostava de conhecer a Arrow Cave?!

Depois do episódio de The Flash, confesso que ver Arrow é mais dificil de digerir. Não me interpretem mal, eu adoro Arrow de morte – como já devem estar fartos de saber – mas os episódios de The Flash são sempre mais alegres e o dia está sempre solarengo em Central City (lol) enquanto que em Starling City as coisas são mais cruas e o Oliver ao lado do Barry parece ainda mais um poço de tristezas e depressões do que o costume… Acho que lhe deviam recomendar uma ida à psicóloga…

Digger Harkness – Capitão Boomerang – como já dissemos é um agente desertor do Suicide Squad que conseguiu escapar ao «kill-chip» que tinha implantado na sua cabeça. Volta com a missão de matar Lyla e, apesar da dita coitada ter ficado ‘impaled’ com um boomerang e isto ter levado a que o Diggle finalmente a pedisse em casamento, pouco ou nada se viu nesta perspetiva.

O mais interessante de tudo provavelmente foi a «on-going» crise de identidade do Oliver, que não sabe se é mais Oliver Queen ou mais Arrow. Há um notório contraste entre a TeamArrow e a TeamFlash neste sentido – e eles próprios o admitem – em que The Flash mostra um cenário claramente mais ‘light’ enquanto que Arrow se prende muito à luta do Oliver consigo próprio e às suas crises de identidade que acabam por afectar todos à sua volta.

Os episódios foram engraçados – gostei de ver as duas equipas a interagir e se tudo correr bem – devido ao pedido da Felicity – vamos voltar a ver isso a acontecer! Gosto imenso da dinâmica Caitlin/Cisco + Felicity e quero muito voltar a vê-los juntos em pequeno ecrã!

Entretanto pouco ou nada sabemos do Ra’s Al Ghul! Espera-se que ele apareça entretanto senão isto começa a arrefecer e daqui a pouco já ninguém se lembra porque é que ele está chateado ou que o Oliver declarou guerra à League Of Assassins ou que a Sara morreu!

NOTA: 8/10

Joana Pereira

Comentários