Artigo

"Grey’s Anatomy" – 11×02 – Puzzle With a Piece Missing

Tivemos um episódio centrado na nova personagem de "Grey’s Anatomy", Maggie Pierce, que mostrou a perspectiva de como é difícil ser a pessoa nova em qualquer lugar.

Já tínhamos percebido no episódio anterior que Maggie cresceu com uma família adoptiva fantástica e dorky e agora percebemos melhor a ligação que ela tem com os pais pelos constantes telefonemas que partilham (e pela cena da mascote a cantar).

Quem ficou ao serviço dela na Cardio foi a Jo, que teve dificuldades em que a mentora se recordasse do seu nome (este pormenor é uma semelhança a Cristina). Maggie dá mostras de ser uma cirurgiã muito competente – e humana – embora isso pareça ter incomodado alguns. Tipo Owen, que não gostou muito quando ela decidiu ‘estudar’ o caso dos três irmãos que sofreram complicações cardíacas durante a temporada anterior. Owen sentiu-se ‘ferido’ por Maggie achar que ia descobrir algo que Cristina não tinha conseguido. Mas descobriu. Tal como ela explicou aos pais das crianças, é o tipo de descoberta que avança rapidamente e aquilo que há três meses não se sabia, é agora sabido. Deu alguma paz àqueles pais que se perguntavam se a situação dos filhos teria sido causada por algo que tivessem feito.

A Meredith também não vai nada à bola com Maggie. As duas pegaram-se por causa de uma paciente, a Mwe basicamente achou-a uma incompetente e foi fazer queixa ao Chefe Hunt, mas a Maggie colocou-a no lugar.

Já referi que inadvertidamente Maggie fez com que o Karev fosse despedido da clínica privada? Mau começo! Mas pelos vistos a culpa é da Jo por não lhe ter dito que é segredo!

Se no entanto alguns não gostam dela, Amelia e Bailey não se juntam à lista. Amelia adorou-a por ela se ter referido ao Derek como “the other Shepherd”, quando a Amelia está habituada a ser ela a outra Shepherd. Pronto, e já sabemos que a maninha Shepherd mais nova não tem filtro na língua, fala demais e diz coisas parvas e engraçadas. Portanto não é de admirar que tenha partilhado com Maggie uns comentários malucos a propósito de um caso que as duas partilharam de uma rapariga que teve um AVC causado por sexo.

Já Bailey gostou da maneira como Maggie defendeu que a Direcção ia parecer estúpida por encerrar o ensaio de Miranda a propósito do genoma. Mal ela sabia que o Jackson fazia parte da Direcção e disse isso à frente dela. Outro grande momento de conveniência!

Terminou o episódio com a Maggie a ir atrás de Meredith, ao fim do dia, e dizer-lhe que eram irmãs. Ela não o disse assim, mas o facto é esse. Como seria de esperar, a Meredith não ficou muito entusiasmada com a ideia e parece até ter entrado em negação. Disse que a Maggie era cinco anos mais nova do que ela e que teria percebido se a mãe tivesse estado grávida. Sobre isto, fico apenas contente que não tenham arrastado isto durante muito tempo. Agora a Meredith já sabe, fine!

O episódio foi mesmo totalmente dedicado a Maggie e pouco espaço mais houve para outras questões, mas posso ainda acrescentar que a Callie e a Arizona vão avançar com a ideia de ter um bebé e que a Arizona vai tentar aceitar a bolsa ou lá o que é (também não me interessam esses pormenores). Ainda andaram para ali a discutir sobre o assunto, mas depois chegaram a acordo. E não vou tecer mais comentários a isso se não alongo-me demasiado, como de costume quando se trata delas.

P.S.: A Zola é mesmo fofa! E já agora, eu gosto da Maggie.

Nota: 7,5/10

Diana Sampaio.

Artigo do parceiro

Comentários