Artigo

O sexo e a idade

Assinada por Darren Star, o autor de "Beverly Hills, 90210", "Melrose Place" e a adaptação para televisão de " Sexo e a Cidade", esta série tem na base o livro homónimo de Pamela Redmond Satran.

O resultado possibilitou uma comédia inteligente com uma escrita carregada de boa-disposição, um guarda-roupa que é o último grito da moda e uma atriz que transmite encanto e empatia.

"Younger" conta-nos a história de Liza Miller (Sutton Foster), uma mulher de 40 anos que perdeu grande parte da sua vida ativa quando abandonou o seu trabalho de publicista, após o casamento, para cuidar da filha e do marido. A filha cresceu e com 18 anos parte para a Índia, enquanto o marido deixou-a atolada em dívidas e trocou-a por uma mulher mais nova.

Magoada e rejeitada, Liza é forçada a vender a casa. A última vez que se candidatou a um trabalho não havia ipad, facebook, twitter e afins. A sua idade e experiência não são uma virtude e não consegue arranjar um emprego quando ser jovem é a única moeda de troca na era digital.

Após ser confundida por uma mulher de 26 anos pelo encantador jovem Josh (Nico Tortorella), que fica de beicinho pela protagonista, Maggie (Debi Mazar), a melhor amiga, convence-a a fazer-se passar por uma mulher dessa idade com uma identificação e um CV falsos. Munida desses documentos, Liza está pronta para a aventura na descoberta de um novo mundo em Nova Iorque, prepada para viver uma grande falácia/fantasia para conquistar o seu pedaço de céu e pagar as contas como uma “jovem” assistente numa editora de livros.

Aí, a sua chefe, Diana (Miriam Shor), uma divorciada de 43 anos, especializada em humilhar e causar dor nas outras pessoas, trata abaixo de cão todas as mulheres mais novas da editora pois são percepcionadas como potenciais ameaças. Aqui, Kelsey Peters (Hilary Duff) é o porto de abrigo de Liza, como colega e aspirante a altos voos, numa amizade genuína sem golpes de stiletto nas costas.

Sutton Foster, que dá vida à personagem Liza, é uma atriz que fez recentemente quarenta anos e não é muito conhecida no pequeno ecrã (participou na série "Bunheads" em 2012). O teatro é a sua casa há cerca de 20 anos e aí já conquistou dois prestigiados Tony, os "Óscares" do teatro norte-americano. A sua presença graciosa, num misto de insegurança e determinação nas suas escolhas, trazem a necessária ressonância emocional ao desempenho (as questões físicas já são outra história), enquanto se reflete na dualidade comportamental entre duas gerações distintas.

A série conta ainda com os apontamentos simpáticos de Hilary Duff ("A História da Cinderela") e a sempre credível Debi Mazar ("Entourage").
No quadro criativo encontramos o nome de Patricia Field, um monumento da moda feminina em objetos como "O Sexo e a Cidade", "O Diabo Veste Prada" e "Betty Feia", uma artista que mudou a forma como as mulheres vestem. A figurinista não se inspira na moda mas naa narrativa e personalidade dos personagens para criar o look final: "Younger" é mais um festival de moda de Patricia Field.

A primeira temporada tem previstos 12 episódios preenchidos de humor, amizade e muito estilo nas aventuras de uma mulher adulta que tenta ser jovem na idade digital. "Younger" promete ser um autêntico estrondo junto do público feminino.

Artigo do parceiro

Comentários