Artigo

"Once Upon a Time" – 04×01 – A Tale of Two Sisters

Contém SPOILERS

Começo já por dizer que ADOREI Frozen. Há muito tempo que um filme da Disney me deixava tão entusiasmada e ainda dou por mim a cantarolar ‘Do You Wanna Build a Snowman’ e ‘Let It Go’ de vez em quando. Ora, mas também adoro "Once Upon a Time". É das minhas séries preferidas. Daí ter ficado dividida quando Edward Kitsis e Adam Horowitz anunciaram que o filme vencedor do Oscar para Melhor Filme de Animação ia entrar na série. À partida, não haveria problema. OUaT já adaptou um sem número de filmes da Disney ao longo de três temporadas. E, para ser sincera, têm feito um grande trabalho a juntar todos estes contos de fadas.

Frozen, contudo, é diferente. Primeiro que tudo, o filme nem há um ano saiu. A história comovente das irmãs Elsa e Anna ainda está bem viva na memória dos fãs. Para quê mexer nela agora? Para além disso, cada vez que imaginava Elsa via Idina Menzel e Anna era a minha querida Kristen Bell. Não fazia ideia de quem eram Georgine Haig (nunca vi Fringe) nem Elizabeth Lail. Segundo, porque me pareceu numa tentativa um bocado desesperada para ‘salvar’ Once. Tudo bem que as audiências não estavam famosas mas tinham mesmo que ir buscar Frozen? Outro medo que tinha era que centrassem demasiado esta metade da temporada nas manas de Arendelle. Na temporada passada, se bem se recordam, estivemos 98% do tempo em Neverland. Gostei bastante desta história mas foi demasiado e não queria que repetissem o erro.

De qualquer dos modos, vi o episódio super entusiasmada por voltar a ver o pessoal de Storybrooke. Já tinha saudades dos meus contos de fadas!

Ora bem, este episódio começou mal o último acabou (já vamos a Frozen!). Nada de saltos temporais e ainda bem. Assim fica mais interessante. Enquanto nós já tivemos tempo para assimilar que sim, Emma trouxe mesmo Marian para Storybrooke e que sim, a nossa Rainha está novamente de coração partido. Se inicialmente fiquei revoltada por aquilo que Emma fez agora penso… Regina estava a ficar feliz demais. Não me levem a mal, eu adoro-a mas adoro-a mais quando ela é mazinha. Não como era no início da série, claro. Mas quando ela anda a brincar com magia como agora. Fiquei super feliz com o regresso do Espelho. Ele bem que podia aparecer mais vezes para conspirar com a Regina.

Regina começa inicialmente por querer cortar o mal pela raiz. Matar Marian. Suspirei de alívio ao ver esse plano ir pelo cano abaixo. Os produtores não podiam fazer isto a Regina, nem aos fãs. Em vez de Marian, Regina acaba por seguir outra pista: o livro. Finalmente alguém presta atenção ao livro! Sempre quis saber de onde é que choveu, porque existe, quem o criou… E parece que a Evil Queen vai concentrar as suas frustrações nele.

Não sei o que vai acontecer entre ela e Robin. Será que aquilo acabou mesmo? Enquanto fã, fiquei feliz pela relação mas só por Marian estar morta. Até agora, os produtores não se têm desviado dos casais originais e parece-me que vão fazer o mesmo com Robin e Marian. Então o que é que isto significa para Regina? Será que há outra pessoa para lá? Sei que sim! Além disso, ela engana-se quando pensa que nenhum vilão consegue um final feliz. Rumple perdeu o filho, mas terá sempre Belle ao seu lado.

Falando neles, Rumplestiltskin e Belle estão casados e felizes e preparam-se para a sua lua de mel. Adorei vê-los assim e apareceu-me uma lagriminha no olho com a cena no cemitério. Rumple sempre fez tudo pelo filho e só por ele mentiria a Belle. Por isso, não me surpreendeu que voltasse a trocar as adagas.

A cena da dança está fantástica e parecia outra vez uma criança a ver a Bela a dançar com o Monstro no filme de animação. Eles acertaram em tudo. Música, roupa, actores! Duvido que esta felicidade dure muito tempo, por isso, vou aproveitando enquanto há!

Reconheci imediatamente o chapéu de Mickey de Fantasia. Rumple pareceu saber imediatamente a quem pertencia a casa pela caixinha. Eles centraram-se mais a celebrar a união do casal (o que eu acho muito bem), deixando no ar as perguntas: O que significa o chapéu? Será que Rumple sabe o seu significado? Porque é que a casa está em Storybrooke?

Os Charming tiveram, para minha surpresa, um papel mais secundário nesta season premiere. Não vimos muita interacção entre Charming, Snow, Emma e Henry. Emma teve mais destaque, mais uma vez reticente relativamente a Hook. Mas será que ela dá um passo em frente e dois atrás? Vá lá, Emma, já começa a irritar.

Os flashbacks foram dedicados, obviamente, à história de Elsa e Anna. Eles pegaram na história pouco tempo depois do filme. Tive medo que soasse muito a fan fiction mas a verdade é que gostei muito da maneira como eles introduziram Frozen na história. No filme nunca sabemos ao certo o motivo da partida dos pais das princesas (li num sítio qualquer que foi para assistir ao casamento de Flynn e Rapunzel de Tangled) mas aqui eles usaram os poderes de Elsa. Escolha acertada e credível. Naquele ponto da história, tanto Elsa como os pais, estavam assustados com os poderes da futura rainha.

Elsa descobre num diário o motivo e Anna resolve ajudar a irmã, indo em busca da verdade. Para trás ficaram Elsa e Kristoff, esperançosos e receosos pela partida da princesa. (Que saudades do Sven!!)

A dinâmica entre as irmãs está fantástica, as actrizes têm uma química fabulosa. (Fui a única a achar a personalidade de Anna parecida com a de Felicity de Arrow?) Elas estão mais unidas do que nunca após a morte dos pais.

Elsa em Storybrooke lembrou-me a Elsa do baile em Frozen. A causar o pânico mas de maneira inocente. A rainha nunca conseguiu controlar e compreender muito bem os seus poderes mas nunca quis fazer mal a ninguém. Ela não conhece a cidade nem sabe o que lhe está acontecer. Sinceramente, nem eu.

Como é costume, ficou muito por responder. Fomos informados que Anna nunca chegou a regressar. Como é que Elsa foi parar às mão de Rumplestiltskin? Segundo o feiticeiro, o sítio onde ele guardava Elsa continha as magias mais negras, aquelas que nem ele conseguia controlar. O que terá acontecido para Elsa ter sido encarcerada? O que aconteceu a Arendelle sem a rainha? Onde está Kristoff? E, mais importante, onde pára Anna? Terá ela encontrado as respostas que procurava? Como o seu colar estava na loja de Gold, cheira-me que os dois trocaram uma palavrinha…

Grande início de temporada. Estou muito curiosa para ver o que têm reservado, principalmente nas histórias de Elsa, Rumple e Regina. E aos Charmings, que desafios os esperam? Eles nunca têm descanso e não me parece que seja agora que vá começar…Também reparei que Will Scarlet ainda não fez a sua estreia na série. Como chegará ele a Storybrooke?

Fui a única a reparar nos efeitos especiais? Eles sempre deixaram muito a desejar mas parece que o orçamento da série subiu. Os trolls estavam muito bem feitos (para uma série de canal público, claro, nem todos podem ter o dinheiro de Game of Thrones) e o monstro de gelo também. Palmas!

Nota: 8.5/10

Maria Sofia Santos

Comentários