Artigo

Primeiras impressões de "The Messengers", com Diogo Morgado

Contém SPOILERS!

"The Messengers", a nova série da CW, é um drama com fortes traços sobrenaturais e de mistério, segue a história de um objeto espacial que cai na Terra e que causa uma onda eletromagnética. Como consequência, cinco pessoas morrem, mas regressam à vida momentos depois… com superpoderes e uma missão: encontrar-se/obedecer ao The Man, o nosso Diogo Morgado.

É verdade… a tão ansiada série com Diogo Morgado já conheceu a luz do dia! Embora seja uma série da CW, uma emissora marginalizada pela fama de apresentar séries leves e pouco consistentes, parece que temos aqui material que poderá defender que nem tudo é assim tão linear. Após assistir ao piloto, posso afirmar que pouco, ou quase nada foi apresentado, no entanto, este episódio introdutório foi construído com solidez e um bom ritmo. Notou-se uma forte preocupação em apresentar as personagens de forma segura, no entanto, com grandes doses de mistério que, ao que parece, serão uma constante ao longo da série.

Tudo começa com o avistamento de um objeto em rota de colisão com a Terra, ou seja, algo altamente vulgar, já que o nosso planeta é bombardeado com dezenas de pequenos meteoros e meteoritos diariamente. Mas este é diferente e poderá mudar radicalmente o destino da humanidade, ou não.

Assim que o objeto chega ao solo, cria uma onda de energia que se propaga em todas as direções. Além de interferir com todos os aparelhos elétricos, a onda mata cinco pessoas. Cinco pessoas são consideradas mortas e, subitamente, regressam à vida. Mas este regresso faz-se acompanhar de poderes especiais que vão sendo revelados ao longo do episódio. Se bem que ainda há muito por saber e explicar.

Começando com Vera, a primeira afetada. Ela é a que se encontra mais próximo do local da queda, isto porque é astrofísica e ganha a vida a monitorizar de perto a queda de objetos espaciais na Terra. Ela cai, mas minutos depois volta a si e parte com o seu colega, Alan, para o local da queda. Por azar, depressa chegam os militares que a impedem de investigar… os mesmos que noticiam que a interferência sentida nos aparelhos eletrónios se deve a uma erupção solar.

Do lado de lá da fronteira mexicana, Raul, um agente infiltrado numa organização criminosa, quase acaba morto. Por sorte, ou não, os seus colegas chegam a tempo de o salvar! Eis que ele cai por Terra e, quando regressa ao mundo dos vivos, consegue ouvir os pensamentos dos seus salvadores… assim conseguiu evitar que o matassem, pois era esse o plano!

Erin vai com a sua filha, Amy, no carro quando a onde de energia a afeta. Dá-se um acidente feio e Amy quase morre. Ao que parece, Erin tem uma péssima relação com o seu ex-marido, que quer reaver a guarda da filha. Miraculosamente, Erin, no hospital, cura Amy com uma das suas lágrimas! Iniciam a fuga em direção a Houston. Pelo caminho, Erin e Amy ganham um colega de viagem indesejado: Raul! Ele ameaça-as e exige que o levem até… Houston! Coincidência?

Segue-se Peter, um adolescente com um passado pesado e que vive num lar de acolhimento. Está num dos seus treinos de natação quando é atingido pela onda de energia e morre afogado. Volta à vida e, nessa mesma noite, vai a uma festa onde acaba por matar um dos seus bullys, com a sua recente aquisição: força sobrehumana. Acaba por fugir e apanhar boleia num camião que vai em direção a… Houston.

Por último temos Joshua, descendente de um televangelista, que segue as pisadas do pai. É na sua primeira aparição em frente às câmaras que é atingido pela onde de energia. Quando acorda, está completamente diferente! Ao que parece, o seu dom está relacionado com visões do futuro e, pelo seu discurso, nada de bom se aproxima. Para piorar a situação, Joshua fica a saber que o seu filho, que está prestes a nascer, poderá ser seu irmão. Awkward! Ele profere que o apocalipse está próximo. Adivinhem qual o local da sua última visão? Houston.

O primeiro dos cinco a receber a visita do The Man é Vera. Ficamos a saber que ela procura o seu filho, Michael, alegadamente raptado há algum tempo. The Man faz-lhe uma proposta: ir a Houston matar a jovem que foi baleada nos segundos iniciais da série. Terminamos o episódio com os cinco magníficos a caminho de Houston, mas The Man já lá está… e precisamente onde? No quarto da jovem que está em como há sete anos! Ele fica com os olhos vermelhos e ela mexe um dedo!

O episódio terminou e eu quero ver já o que vem a seguir. Como referi anteriormente, pouco foi revelado, mas esse pouco acabou por ser cativante ao ponto de me deixar bastante curioso sobre o caminho que "The Messengers" seguirá. O suspense é, sem dúvida, uma das melhores características desta série… resta-nos saber se as más audiências em solo americano ditarão o cancelamento.

The Man, o nosso Diogo Morgado, esteve muito bem e conseguiu provar aos americanos que não sabe apenas fazer de bonzinho! A grande questão é se ele efetivamente é o mal que se avizinha, ou o salvador do mundo.

Nota: 8/10

Rui André Pereira

Saiba mais sobre o Séries da TV em www.seriesdatv.pt

Comentários