Artigo

"Secrets and Lies" – 01×01 – The Trail

Contém SPOILERS.

Sinopse: Baseada numa homónima série australiana, a série conta a história de como Ben Crawford se torna o principal suspeito do assassinato de um rapaz que ele próprio encontrou na floresta. De modo a limpar o nome, Ben parte em busca do verdadeiro assassino.

Chegámos a uma altura na televisão em que precisamos de mais do séries para entreter. Com tanta variedade que anda por aí, com a oferta de centenas de séries, precisamos de ver algo especial e/ou diferente para ficarmos agarrados. A versão americana de "Secrets & Lies" tem um excelente elenco e críticas bastante positivas da versão original. Ryan Phillipee (sim, o ex-marido da Reese Witherspoon), Juliette Lewis (que já foi nomeada a um Oscar) e KaDee Strickland são atores de peso. As minhas opiniões acerca de Phillipee foram mudando ao longo do episódio, tornando a sua performance muito irregular. Todo o episódio foi passado na sua perspetiva e não houve uma cena sequer em que ele não aparecesse. Isto pode desgastar o espetador, mas funcionou bem no piloto. Apesar de tudo, dá para simpatizarmos com a personagem à medida que vimos a sua vida a desmoronar-se após ser acusado de homicídio.

Não demora muito até descobrirmos que o casamento de Ben e Christy não anda nos seus melhores dias, apesar de não sabermos as razões da discussão até ao último minuto do episódio. A personagem de Strickland é difícil de avaliar só nestes quarenta e dois minutos. Não consegui perceber se acreditava na inocência do marido ou não. Já as filhas representam o típico cliché. Natalie é a adolescente revoltada e Abby a menininha do papá. Até agora não estou muito impressionada com as raparigas, espero que desenvolvam as personagens e as tornem mais do que ‘filhas do Ben’. O amigo Dave é o típico adulto irresponsável que não sabe o que fazer da vida, mas que parece que sabe mais do que mostra (ou então estou muito enganada e vejo coisas onde não existem).

Uma personagem que achei bastante interessante foi a mãe do menino, Jess. Durante o episódio, Ben tenta constantemente falar com ela, mas nunca tem sorte. Mas também nunca conseguimos perceber o que é que ela acha, o seu olhar não diz muito. Por agora é apenas uma mãe a sofrer a perda do único filho. Agora que sabemos que os dois tiveram um caso, quero muito que eles se encontrem! Também quero saber mais da história deles e o que os levou a ter um caso.

Claro que a reacção dos vizinhos foi a que se esperava. Não demoraram muito tempo a culpar Ben pela morte da criança. Comentários nas redes sociais da filha, clientes a dispensar os serviços de Ben, graffitis no portão de casa, mudanças de atitude por parte das pessoas. Nada disto foi exagerado, porque os seres humanos não perdem tempo a julgar as pessoas, por muito pouco que saibam sobre o caso.

A detetive Cornell é uma personagem odiosa e bastante bem representada. Não sabemos se está a acusar Ben por achar que ele é realmente culpado ou por ter que ter algum suspeito. Ela e entala Ben sempre que pode e faz com que ele pareça cada vez mais culpado. As cenas entre Cornell e Ben são recheadas de tensão e é notório que as personagens têm química.

O episódio piloto está bastante bom. Mistério é o que não falta. O único problema é o facto de ser muito limitada. A série original teve seis episódios e esta terá dez. Já estou a ver que vão arrastar… e o que vão fazer se houver mais temporadas? O assassinato de Tom será o único tema central da história?

Detetive Cornell: Mr. Crawford… You did know Tom was your son?

Nota: 7.5/10

Maria Sofia Santos

Comentários