Artigo

"The Walking Dead" – 05×07 – Crossed

Contém Spoilers

Crossed serviu para preparar terreno para o mid-season finale, foi bom, mas previsível e acção à séria só vamos ter no próximo episódio no assalto ao hospital. Mas adorei ter visto todas as personagens num episódio, apesar de estarem em grupos separados.

Mas finalmente voltámos ao grupo do Rick na Igreja! Antes de seguirem para Atlanta tentam arquitectar um plano de ataque ao hospital, todos tem uma opinião diferente da abordagem a ser feita, mas é o Daryl que tem a melhor ideia que consiste em capturar agentes da Dawn para usarem como moeda de troca.

Rick, Daryl, Tyreese, Noah, e Sasha vão então para Atlanta e até determinada altura tudo corre conforme o planeado, até que aparecem outros polícias e lá se vai o plano por “água abaixo”. Temos uma cena excelente quando o Daryl é atacado por um dos polícias e faz a coisa mais espectacular para se livrar do tipo que está a tentar matá-lo, agarra na cabeça de um Walker metendo os dedos nas cavidades oculares, arranca-a e dá com ela no agressor! Adoro este homem! Sempre cheio de recursos!

Mais tarde os agentes capturados tentam dar a Rick dicas de como abordar Dawn e como falar com ela. Um dos agentes de nome Bob, parece amigável, mas como seria de esperar é encenação, mas a Sasha (que já deveria ter aprendido alguma coisa mas parece que não, é levada pela parte sentimental e pelo facto do tipo se chamar Bob talvez) acredita na história que o outro lhe conta e é surpreendida com um golpe que a deixa inconsciente. Bob foge, provavelmente para ir avisar Dawn do que aí vem.

Entretanto Dawn e os seus agentes continuam à procura de Noah e quanto a Carol é decidido que dado o seu estado critico não vale a pena gastarem mais recursos com ela e assim resolvem desligar as máquinas. Beth tenta intervir, mas Dawn não querendo perder o respeito dos seus homens mantêm-se firme na sua decisão de desligar o suporte de vida, porém assim que ficam as duas sózinhas na sala, ela revela as suas verdadeiras intenções e mostra que quer salvar a vida a Carol ao dar a Beth a chave do armário dos medicamentos. Beth consegue através de uma manobra de diversão, levar o medicamento à Carol, mas esta continua em coma e nem dá pela presença da Beth.

Quanto ao grupo de Abraham, mantêm-se em modo “stand-by” desde o último episódio, Abraham passa todo o episódio ajoelhado no asfalto ainda em choque depois da revelação de Eugene e este por seu lado continua inconsciente, estendido no chão. Maggie farta daquela situação diz algumas verdades a Abraham para ver se ele reage. Rosita, Glenn e Tara, vão procurar água e comida. Gostei de ver os laços de amizade a estreitarem-se entre estes três, a Tara é uma personagem à qual nunca dei muita atenção e sempre a achei apagada e uma presença desnecessária no grupo, mas a pouco e pouco tem vindo a evoluir e apesar de um pouco infantil, traz uma vertente cómica à série e algum espaço para a narrativa “respirar” no meio de todo o drama. Achei engraçado ela ter arranjado um nome para o grupo, “GREATM” pois quem mais é que no meio de um apocalipse zombie se lembraria de tal coisa.

Na igreja onde ficaram, o Carl, a Michonne, o Padre Gabriel e a Judith, as coisas parecem estar calmas, mas vemos o Padre Gabriel a ter comportamentos estranhos como esfregar furiosamente o chão onde estão manchas de sangue. O Carl diz-lhe que para sobreviver ele tem de aprender a lutar e a defender-se, mas a batalha interna devido à sua fé juntamente com a sua cobardia não o deixam evoluir na adaptação a este novo mundo cruel e sem lugar para os fracos. Arrancando alguma tábuas do soalho consegue escapar para o bosque e não demora muito para se deparar com um Walker, mas no momento decisivo não é capaz de o matar por ver um fio com um cruxifixo no pescoço deste.

Temos várias personagens que a meu ver estão demasiado “danificadas” a nível emocional e psicológico e não sei se terão recuperação e a prova está que em situações de risco não tomaram a decisão mais acertada. O Tyresse continua a não querer matar mas se por um lado acho que esta atitude ainda vai trazer problemas ao Rick por outro também acho que é um bom contrapeso perante a postura deste de querer matar tudo e todos que se lhe atravessam no caminho, quanto à Sasha está tão deprimida com a morte do Bob que confiou no agente Bob e obviamente correu mal e por último temos o padre Gabriel que é um peso morto para o grupo e é mais um do tipo do Eugene que tem de ser sistematicamente salvo por não se conseguir desenrascar sózinho. Vamos ver onde tudo isto nos vai levar….

No próximo episódio, o último deste ano, vamos ter o rematar de todas as pontas soltas e vamos de certeza ter um excelente mid-season finale com muita acção e emoções fortes.

NOTAS FINAIS:

Como irá a Dawn reagir à chegada do Rick?

A Carol vai finalmente acordar?

A Beth safa-se ou não?

O grupo do Eugene vai chegar a tempo para ajudar?

O Padre Gabriel vai safar-se sózinho ou resolve voltar para a Igreja? E afinal anda a fugir do quê?

E o Morgan? Onde anda o Morgan?

NOTA:8.5/10

Alexandra Leite

Comentários