Artigo

Uma comédia inspirada na vida

"The Michael J. Fox Show" assinala o regresso em grande de Michael J. Fox à NBC num horário celebrizado por ser sinónimo de humor e de alguns dos maiores sucessos de comédia nos EUA - o ator passou por lá nos anos 1980 com "Family Ties", o clássico que lançou a sua carreira.

Em 2000, Foxabandonou a sua segunda sitcom, "Spin City", devido aos sintomas da doença de Parkinson. Nos últimos anos, o ator participou em "Rescue Me", com a qual venceu o seu quinto Emmy, e "Damages" (recebeu três nomeações para os Emmys pelo seu papel na série).

Fox tem agora uma série a tempo inteiro com um peso nostálgico pela sua presença em cena e ao ligar-se aos clássicos da comédia televisiva com o universo familiar no centro da premissa. O ator interpreta Mike Henry, uma espécie de alter-ego da vida real. Mike passou vinte anos dedicado a reportar as notícias num canal da NBC de Nova Iorque, é o homem mais adorado da cidade que teve de abandonar a sua carreira devido à doença de Parkinson - há quem pense nas ruas que ele tem Alzheimer...

Mike é casado e tem três filhos, vive dedicado aos seus, é uma autêntica fada do lar que leva a família à beira da loucura com o seu apego. A única solução é voltar a colocar Mike em frente das câmaras...

Michael J. Fox está muito bem acompanhado na sua série. Betsy Brandt interpreta Annie Henry, a esposa que conspira com o antigo produtor (Wendell Pierce) de Mike para levar de volta o marido aos ecrãs; Katie Finneran é Leigh Henry, a irmã que vive na cave do prédio; Juliette Goglia interpreta Eve Henry, a filha que faz um manipulativo vídeo de família com o tema "Hero", de Enrique Iglésias, para a sua aula de inglês; Conor Romero é Ian, o filho mais velho, abandonou a universidade para inventar o melhor browser do mundo; e o pequeno Jack Gore é Graham Henry, um filho pouco comunicativo.

"The Michael J. Fox Show"tem em carteira várias surpresas ao longo da temporada, entre as quais a participação de convidados como o popular governador de Nova Jérsia Chris Christie; a esposa de Michael J. Fox, Tracy Pollan, como uma sedutora vizinha com um fraquinho por Mike; Anne Heche como a rival de Mike; e até um episódio que vai levar o pivot aos Jogos Olimpicos de Sochi na Rússia em 2014 (evento transmitido pela NBC).

A série é inspirada em muitas das situações da vida de Fox. A sua doença é canalizada para fazer rir (quando Mike quer ligar para a esposa engana-se e liga para a linha de emergência 911). O público mais susceptível não deve ficar escandalizado com o olhar com humor sobre uma doença, "The Michael J. Fox" é uma maravilha e um triunfo de resiliência de um grande ator que continua, dentro e fora dos ecrãs, a desafiar o senso comum numa comédia plena de inspiração.

Artigo do parceiro

Comentários