"Velocidade Furiosa: Hobbs & Shaw" é um dos maiores lançamentos da temporada de verão de Hollywood e estreou esta quinta-feira em Portugal, mas não está nas salas de cinema da NOS, a maior exibidora nacional.

A situação causou estranheza porque será inédita: trata-se, potencialmente, de um dos maiores “blockbusters” do ano e o estúdio que o produz é a Universal Pictures, representada no nosso país pela NOS Lusomundo Audiovisuais.

A distribuidora faz parte do Grupo NOS, que integra também a exibidora NOS Lusomundo Cinemas, ainda que sejam empresas separadas.

Com a estreia esta quinta-feira, foram vários os espectadores que questionaram e reagiram negativamente à ausência nas redes sociais da NOS Lusomundo Cinemas, que tem repetido a sua posição oficial.

"Infelizmente, o filme 'Velocidade Furiosa: Hobbs & Shaw' não vai ser exibido nas salas de cinema da NOS, pois o estúdio do filme (a Universal) impôs condições comerciais que a NOS não pôde aceitar. Por não terem chegado a acordo, o filme não será exibido nas salas dos Cinemas NOS. Obrigado."

Contactada pelo SAPO Mag, Isabel Lima, diretora de marketing da NOS Lusomundo, responsável pelo catálogo da Universal Pictures, assegurou que a distribuidora "tudo" está "a fazer relativamente à campanha do filme".

"O plano de meios é (e já era) um plano nacional e nada foi alterado. Estamos a trabalhar com todos os restantes exibidores, como sempre fazemos e estamos a sentir da parte de todos eles um excelente trabalho e empenho em fazer desta estreia o sucesso que todos acreditamos que irá ser. Claro que a NOS Cinemas é o maior exibidor do país, mas está no seu direito concordar ou não com as condições comerciais impostas", acrescentou.

"Hobbs & Shaw" está em salas de outros exibidores, nomeadamente UCI, Cinema City, Castello Lopes e Cineplace, que reforçaram a oferta de sessões em várias cidades.

Este é o primeiro "spin-off" da rentável saga iniciada em 2001 com Vin Diesel e o falecido Paul Walker, juntando Dwayne Johnson e Jason Statham depois das "faíscas" entre as suas personagens no sétimo e oitavo filmes.

A popularidade é grande no nosso país: "Velocidade Furiosa 7" (2015) está em quarto lugar no ranking dos mais vistos nas salas desde 2004, com 832.800 espectadores, e a sequela de 2017 surge em sétimo, com 788.426 ingressos vendidos.

O SAPO Mag tentou obter um esclarecimento da NOS Lusomundo Cinemas por e-mail e por telefone, mas até à hora de publicação do artigo não obteve resposta.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.