Je m’appelle Hmmm…

Je m’appelle Hmmm…

Je m’appelle Hmmm…

Je m’appelle Hmmm…

Agnés Troublé, a conhecida estilista francesa Agnés B, junta-se a alguns amigos para realizar o filme que assinala a sua estreia como realizadora após alguns anos a colaborar com realizadores como Harmony Korine, Claire Denis e outros através da sua

Agnés Troublé, a conhecida estilista francesa Agnés B, junta-se a alguns amigos para realizar o filme que assinala a sua estreia como realizadora após alguns anos a colaborar com realizadores como Harmony Korine, Claire Denis e outros através da sua produtora Love Streams (cujo nome, uma homenagem ao filme de Cassavetes, deixa perceber a sua paixão pelo cinema independente). Neste filme, a realizadora recorre a vários meios e diferentes estilos para que a história, de uma menina de 11 anos, Céline, que foge de casa onde é abusada sexualmente pelo pai, seja fiel ao seu gosto pela desordem e as camadas sombrias que compõem as nossas vidas. Na fuga, Céline acaba por seguir viagem com Peter, um camionista escocês, protagonizado pelo artista plástico Douglas Gordon, que aqui se estreia como actor, depois de ter realizado os documentários Zidane – Um Retrato do Século XXI (2006) e K.364: A Journey by Train (2010). Pelo caminho, os dois protagonistas, que falam línguas diferentes e comunicam sobretudo por silêncios, cruzam-se com várias personagens e diferentes cenários, sendo um deles realizado, a convite da realizadora, por Jonas Mekas, que se junta assim a esta viagem.

Realização
Argumento

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.