O Amor que purifica

O Amor que purifica

O Amor que purifica

O Amor que purifica

Uma paródia das convenções da fotonovela como género narrativo, muito em voga na época em que foi produzido este filme.

No verão de 1969, um grupo de amigos, reunidos no Funchal pelas circunstâncias felizes da vida, divertiu-se durante algumas semanas a realizar uma fotonovela, conjugando para tal uma sequência de diapositivos, dois filmes em Super 8 mm, voz reproduzida em fita magnética e duas canções de um disco de vinil. Daí resultou O Amor que purifica, uma paródia das convenções daquele género narrativo muito em voga na época.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.