O registo, sucessor de “Porquê?”, que recebe o nome “da canção que sempre nos emocionou desde os ensaios”, inclui dez faixas e “fala de nós, do que somos hoje e do que os mais novos se podem tornar”, explica António Manuel Ribeiro.

Gravado entre janeiro e maio deste ano, o álbum é, nas palavras do vocalista do grupo, “um disco adulto, prenhe de rock and roll, balanceado entre Lisboa e a Califórnia, Los Angeles”.

“Nasceu sobre uma mesinha que tenho na sala, folhas brancas e o sangue azul da caneta. Olhava o espelho cinza da TV apagada e o reflexo da parceira acústica de 6 cordas Gibson Dove 60 a mim abraçada. E foi assim”, conta ainda o músico sobre o disco.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.