Artigo

Equipa reduzida: Jeremy Renner está fora de "Missão Impossível 6"

Jeremy Renner entrou nos últimos dois filmes e chegou a ser apontado como o sucessor de Tom Cruise.

Jeremy Renner não vai participar no sexto filme da saga "Missão Impossível".

A informação não é oficial, mas está a ser apontada por várias fontes bem colocadas junto do estúdio em Hollywood.

Em novembro do ano passado, durante entrevistas a propósito de "O Primeiro Encontro", o ator também deu a entender que podia não regressar como o agente Brandt.

Renner está a fazer agora "Avengers: Infinity War", que chega aos cinemas em maio de 2018, e uma sequela direta, que estreia um ano mais tarde. As duas rodagens, que decorrem em simultâneo, começaram em janeiro e vão até ao outono.

Pelo meio, em junho, começa a produção da sequela de "Homem-Formiga", em que Renner também está confirmado.

A não ser que a agenda mude, isto não deixa espaço para o sexto "Missão Impossível", cuja rodagem deve começar esta primavera em Paris e durar mais de três meses.

Jeremy Renner entrou no quarto filme, "Missão Impossível: Operação Fantasma" (2011) para dar sangue novo à saga.

A sua personagem, um analista com passado conturbado e surpreendentes capacidades para operações no terreno, chegou a ser vista como provável sucessora de Ethan Hunt pois falava-se que o estúdio queria alguém mais novo para liderar a saga.

Este, por sua vez, não dá sinais de querer reformar-se e o filme seguinte, "Missão Impossível: Nação Secreta" (2015), abriu com a maior cena de ação da sua carreira: pendurado do lado de forma de um avião de carga a descolar.

Neste momento, estão também confirmados no elenco do projeto ainda sem título Henry Cavill e Alec Baldwin, mas são esperados os regressos de Rebecca Ferguson como Ilsa Faust e Simon Pegg como Benji Dunn. E ainda Ving Rhames, pois a personagem de Luther Stickell é a única que se junta à de Tom Cruise em todos os filmes até agora.

Comentários