Artigo

Pedro Almodóvar, Penélope Cruz e Sigourney Weaver na corrida aos Óscares espanhóis

"Sete Minutos Depois da Meia-Noite" conseguiu 12 nomeações e é o grande favorito à vitória nos Prémios Goya.

"Sete Minutos Depois da Meia-Noite" parte como o filme favorito à vitória na 31ª edição dos Prémios Goya.

O  filme de fantasia parte com 12 nomeações, incluindo Sigourney Weaver como atriz secundária, mas não o jovem protagonista, Lewis MacDougall, por uma regra dos Goya que impede a nomeação a menores de 15 anos, o que foi fortemente criticado pelo realizador Juan Antonio Bayona.

"Sete Minutos Depois da Meia-Noite" foi o título espanhol de maior sucesso nas bilheteiras, com mais de 26 milhões de euros e 4,5 milhões de espectadores desde a estreia em outubro.

Os 'thrillers' "El hombre de las mil caras", de Alberto Rodríguez, e "Tarde para la ira", de Raúl Arévalo, com 11 candidaturas, são os filmes que se seguem na lista da Academia de Cinema anunciada na quarta-feira em Madrid pelos atores Javier Cámara e Natalia de Molina.

O drama histórico "1898. Los últimos de Filipinas", de Salvador Calvo, com nove,  e o drama "Julieta", de Pedro Almodóvar, com sete, completam o grupo dos títulos mais nomeados.

A grande desilusão ficou reservada para "La Reina de España", com seis nomeações, incluindo Penélope Cruz para melhor atriz, mas que está de fora da corrida aos prémios principais: trata-se da sequela de "A Menina dos Teus Olhos", que ganhou sete Goya referentes a 1998, incluindo Melhor Filme.

Para a edição de 2017 dos Goya apresentaram-se 155 filmes, com 90 de ficção, 62 documentários e três animações. Concorreram ainda 16 títulos ibero-americanos, 58 filmes europeus e 33 curtas-metragens. O vencedor deste ano foi "Truman", de Cesc Gay, com Ricardo Darín e Javier Cámara.

A cerimónia realiza-se a 4 de fevereiro, novamente como Dani Rovira ("Namoro à Espanhola") como anfitrião.

LISTA DE NOMEAÇÕES

MELHOR FILME
El Hombre de las Mil Caras
Julieta
Que Dios nos Perdone
Tarde Para la Ira
Sete Minutos Depois da Meia-Noite

MELHOR REALIZAÇÃO
Alberto Rodríguez ("El Hombre de las Mil Caras")
Pedro Almodóvar ("Julieta")
Rodrigo Sorogoyen ("Que Dios nos Perdone")
J.A Bayona ("Sete Minutos Depois da Meia-Noite")

MELHOR ATOR PRINCIPAL
Eduard Fernández ("El Hombre de las Mil Caras")
Roberto Alamo ("Que Dios nos Perdone")
Antonio de la Torre ("Tarde Para la Ira")
Luis Callejo ("Tarde Para la Ira")

MELHOR ATRIZ
Emma Suárez ("Julieta")
Carmen Machi ("La Puerta Abierta")
Penélope Cruz ("La Reina de España")
Bárbara Lennie ("Marya (Y Los Demás")

MELHOR ATOR SECUNDÁRIO
Karra Elejaldre ("100 Metros")
Javier Gutiérrez ("A Oliveira do Meu Avô")
Javier Pereira ("Que Dios nos Perdone")
Manolo Solo ("Tarde Para la Ira")

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA
Candela Peña (""Desejos, O Amor Faz-se")
Emma Suárez ("La Propera Pell")
Terele Pávez ("La Puerta Abierta")
Sigourney Weaver ("Sete Minutos Depois da Meia-Noite")

MELHOR ARGUMENTO ORIGINAL
Cien Años de Perdón
A Oliveira do Meu Avô
Que Dios nos Perdone
Tarde Para la Ira

MELHOR ARGUMENTO ADAPTADO
Desejos, O Amor Faz-se
El Hombre de las Mil Caras
Julieta
Sete Minutos Depois da Meia-Noite

MELHOR PRIMEIRO FILME
1898 – Los Últimos de Filipinas
El Rei Borni
María (y los demás)
Tarde Para la Ira

MELHOR NOVO REALIZADOR
Salvador Calvo ("1898. Los últimos de Filipinas")
Marc Crehuet ("El Rey Tuerto")
Nely Reguera ("María (y los demás)")
Raúl Arévalo ("Tarde para la ira ")

MELHOR REVELAÇÃO MASCULINA
Ricardo Gomez ("1898 – Los Últimos de Filipinas")
Rodrigo de la Serna ("Cem Anos de Perdão")
Carlos Santos ("El hombre de las mil caras")
Raul Jimenez for Fury of a Patient Man

MELHOR NOVA ATRIZ
Silvia Perez Cruz ("Cerca de tu Casa")
Anna Castillo ("El Olivo")
Belen Cuesta ("Desejos, O Amor Faz-se")
Ruth Diaz ("Tarde Para la Ira")

MELHOR DESIGN E PRODUÇÃO
1898: Los últimos de Filipinas
El hombre de las mil caras
La reina de España
Sete Minutos Depois da Meia-Noite

MELHOR FOTOGRAFIA
1898: Los últimos de Filipinas
Tarde para la ira
La reina de España
Sete Minutos Depois da Meia-Noite

MELHOR MONTAGEM
El hombre de las mil caras
Que dios nos perdone
Tarde para la ira
Sete Minutos Depois da Meia-Noite

MELHOR GUARDA-ROUPA
1898: Los últimos de Filipinas
La reina de España
No culpes al karma de lo que te pasa por gilipollas
Tarde para la ira.

MELHOR BANDA SONORA
El Hombre de las Mil Caras
Julieta
A Oliveira do Meu Avô
Sete Minutos Depois da Meia-Noite

MELHOR CANÇÂO
“Descubriendo India”, de "Bollywood Made in Spain"
“Ai, ai, ai”, de "Cerca de Tu Casa"
“Muerte”, de "Fragil Equilibrio"
“KIKI”, de "Desejos, O Amor Faz-se"

MAQUILHAGEM E PENTEADOS
1898: Los últimos de Filipinas
El hombre de las mil caras
Julieta
Sete Minutos Depois da Meia-Noite

MELHOR SOM
1898: Los últimos de Filipinas
El hombre de las mil caras
Ozzy
Sete Minutos Depois da Meia-Noite

MELHOR EFEITOS ESPECIAIS
1898: Los últimos de Filipinas
Guernica
Julieta
Sete Minutos Depois da Meia-Noite

MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO
Ozzy
Psiconautas, los ninos olvidados
Teresa eta Galtzagorri (Teresa y Tim)

MELHOR DOCUMENTÁRIO
El Bosco
Nacido en Siria
Omega
Frágil Equilibrio

MELHOR FILME IBERO- AMERICANO
"Ana", de Jacques Toulemonde
"Desde allá", de Lorenzo Vigas
"El Ciudadano Ilustre", de Gaston Duprat, Mariano Cohn
"Las Elegidas", de David Pablos

MELHOR FILME EUROPEU
"Um Editor de Génios", de Michael Grandage (Grã-Bretanha)
"O Filho de Saul", de Laszlo Nemes (Hungria)
"Ela", de Paul Verhoeven (França)
"Eu, Daniel Blake", de Ken Loach (Grã-Bretanha)

MELHOR CURTA-METRAGEM DE FICÇÂO
"Bla, Bla, Bla", de Alexis Morante
"En la Azotea", de Damia Serra
"Graffiti", de Lluis Quilez Sala
"La Invitación", de Susana Casares
"Timecode", de Juanjo Giemenz Pena

MELHOR CURTA DE DOCUMENTÁRIO
"Cabezas Habladoras", de Juan Vicente Cordoba
"Esperanza", de Alvaro Longoria
"Palabras de Caramelo", de Juan Antonio Moreno Amador
"The Resurrection Club", de Alvaro Corcuera, Guillermo Abril

MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO
"Darrel", de Alan Carabantes Person, Marc Briones Piulachs
"Decorado", de Alberto Vazquez
"Made in Spain", de Coke Rioboo
"Uka", de Valle Comba Ca

Comentários