Pessoa

Dalila Carmo

Dalila Carmo e Sousa

  • PT

  • Nasceu a 24 de Agosto de 1974

Dalila Carmo e Sousa (Vila Nova de Gaia, 24 de Agosto de 1974) é uma actriz portuguesa.

Dalila Carmo e Sousa (Vila Nova de Gaia, 24 de Agosto de 1974) é uma actriz portuguesa.

Recebeu formação no Actors Studio em Nova Iorque (1996/97) com Marcia Haufrecht, que a dirigiu nas peças Vidas Publicadas de Donald Margulies no Teatro da Comuna (2005), A Lição de Ionesco (1996) e Ludlow Fair de Lansford Wilson (1997) no The Common Basis Theatre.

Trabalhou na Companhia de Teatro de Almada, sob a direcção de Joaquim Benite, em Moliére de Sergei Bulgakov (1995) e Filopópulus de Virgílio Martinho (1995). Integrou o elenco de outros espectáculos, como Artnaud Estúdio com Paulo Filipe ( ACARTE, 1997); Auto da Índia de Gil Vicente ( Ópera Segundo São Mateus, 1994); Let's Make Opera com Paulo Matos ( Teatro São Luiz, 1994); A Queima de Judas (Teatro O Bando, 1992).

Assinou em 1999, na Culturgest, a encenação do projecto Entre Tantos na Cadeira de que foi autora.

No cinema, depois de aparecer na curta-metragem de Paulo Castro O Criado Ostrowski (1990) participa em Vale Abraão (1993) de Manoel de Oliveira. Entre tele-filmes e várias co-produções internacionais, salienta as participações nas longas-metragens A Comédia de Deus (1995) de João César Monteiro, Tráfico (1998) de João Botelho, O Anjo da Guarda (1999) de Margarida Gil ou Os Meus Espelhos (2005) de Rui Simões.

Foi distinguida com a Menção Especial de Melhor Actriz no Fantasporto, pela participação no filme Anjo da Guarda de Margarida Gil (1999).

Adaptado de Sapo Saber a 24-11-2009

Comentários