Artigo

De Lura a Susana Baca: Festim recebe artistas consagrados das músicas do mundo

A 9.ª edição do Festim - Festival Intermunicipal de Músicas do Mundo, vai levar durante um mês artistas mundialmente conhecidos como a peruana Susana Baca ou o brasileiro Yamandu Costa a sete municípios do distrito de Aveiro.

O Festim, que se realiza de 22 de junho a 21 de julho, será "o mais curto e mais compacto de sempre", disse Luís Fernandes da organização, durante a conferência de imprensa para apresentar o evento, que decorreu hoje em Ílhavo, município que pela primeira vez acolhe o festival.

"Vamos levar este Festim para um patamar de relação com o público e com a região que nos permita continuar a achá-lo pertinente e com a capacidade de fazer a diferença, de mostrar músicas que de outra forma não estariam a ser apresentadas nesta região", afirmou o responsável.

Na mesma ocasião, o vereador da Cultura da Câmara de Ílhavo, Paulo Costa, destacou a ligação entre municípios que permite "trazer alguns nomes que de outra forma seria incomportável financeiramente".

"É muito importante num território tão competitivo ao nível cultural, como é a região de Aveiro, que haja esta capacidade dos municípios se sentarem e programarem coisas em conjunto", disse o autarca.

No total, estão previstos 14 concertos que vão decorrer em salas e espaços ao ar livre dos concelhos de Águeda, Albergaria-a-Velha, Estarreja, Ovar, Sever do Vouga, Oliveira do Bairro e Ílhavo.

A abertura do festival está a cargo do guitarrista brasileiro Yamandu Costa que irá atuar nos dias 22 e 23 de junho em Albergaria e Oliveira do Bairro, respetivamente.

Segue-se a 29 e 30 de junho, em Albergaria e Ovar, respetivamente, o concerto com Bombino, que irá apresentar a música tuaregue vinda do Níger.

A 1 de julho, Sever do Vouga recebe Susana Baca, uma das grandes divas da música do mundo. A cantora peruana, vencedora de dois Grammy, volta a atuar no dia seguinte em Ovar.

Seguem-se três concertos com a banda de folk blues norte americana Hazmat Modine, em Águeda, dia 6, Estarreja, dia 7, e Sever do Vouga, dia 8.

De Cabo Verde desloca-se a cantora Lura para atuar no dia 13, em Águeda, e 14, em Estarreja.

Já a 15 de julho é a vez de Sever do Vouga receber Les Violons Barbares, um trio composto por músicos da Mongólia, Bulgária e França, que se estreia em Portugal.

O festival fecha com a banda de sopros Kocani Orkestar, da Macedónia, que atua no dia 20 em Águeda e 21 em Ílhavo.

De acordo com a organização são esperados entre sete a oito mil espetadores.

O festival organizado pela D'Orfeu representa um investimento de cerca de 120 mil euros e "está garantido" até 2020.

Comentários