Artigo

"Breaking Bad" e "Uma Família Muito Moderna" triunfam nos Emmys

“Breaking Bad” conseguiu o seu primeiro Emmy de Melhor Série Dramática. Nas séries de comédia, “Uma Familia Muito Moderna” foi rainha pela quarta vez. E, nestes Emmys, houve tempo para homenagens a Cory Monteith e James Gandolfini.

Quase a chegar ao fim nos EUA, a muito elogiada “Breaking Bad” ganhou finalmente o seu primeiro Emmy de Melhor Série Dramática, batendo assim “Downton Abbey”, “House of Cards”, “A Guerra dos Tronos” ou “Mad Men”. Já no campo da Comédia, “Uma Familia Muito Moderna” triunfou pelo quarto ano consecutivo, juntado-se assim a “Cheers”, “All in the Family” e “The Dick Van Dyke Show” no panteão das séries de humor com quatro troféus principais, um a menos que o campeão de sempre, “Frasier”, que ganhou cinco.

Já no campo dos atores, a surpresa foi a vitória de Jeff Daniels por “The Newsroom”, que sublinhou que “já fui nomeado uma série de vezes – podem ir ao Google – o suficiente para não ter muita confiança. Havia seis pessoas nomeadas, podia haver mais dez”. Já Claire Danes arrebatou o segundo Emmy consecutivo de Melhor Atriz por “Homeland – Segurança Nacional”.

Por seu turno, no campo do humor não houve grandes surpresas: Jim Parsons ganhou o seu terceiro Emmy por “A Teoria do Big Bang”, ficando assim a um troféu de distância dos recordistas da categoria: Michael J. Fox, Carrol O’Connor e Kelsey Grammer, e Julia Louis-Dreyfus ganhou o segundo troféu consecutivo por “Veep”.

Mais inesperados foram os vencedores no campo das interpretações secundárias, nomeadamente Bobby Cannavale ("Boardwalk Empire"), Tony Hale ("Veep"), Merritt Wever ("Nurse Jackie") e Anna Gunn ("Breaking Bad"), esta última a bater Maggie Smith, que venceu nos dois anos anteriores por “Downton Abbey”.

Os nomes habitualmente associados ao cinema continuaram a triunfar a na noite dos Emmys, com David Fincher a ganhar o troféu de Melhor Realização de Série Dramática pelo primeiro episódio de “The Newsroom” e Steven Soderbergh a arrebatar o troféu de Melhor Realizador por “Por Detrás de Candelabra”. Este último, uma biografia de Liberace que estreou em cinema na Europa e está em cartaz em Portugal, triunfou como Melhor Minissérie ou Filme e valeu ainda a Michael Douglas o troféu de Melhor Ator, 39 anos depois de ser nomeado pela primeira vez por “As Ruas de San Francisco”. O intérprete disse ao co-protagonista Matt Damon: “Mereces metade deste prémio. Queres a metade de cima ou de baixo?”.

O momento mais comovente da noite foi, como habitualmente, o tributo aos falecidos desde a cerimónia anterior, que este ano destacou cinco personalidades: Cory Monteith, James Gandolfini, Jean Stapleton, Jonathan Winters e Gary David Goldberg. Cada uma das homenagens foi apresentada por um colega, que recordou o talento do artista que partiu: Jane Lynch falou do jovem ator de “Glee” não esquecendo o alerta para os perigos da toxicodependência, Edie Falco comoveu-se ao falar do ex-colega de “Os Sopranos”, Rob Reiner recordou aquela que interpretara a sua sogra Edith em “All in the Family”, Robin Williams elogiou com humor o seu parceiro de “Mork & Mindy” e Michael J.Fox agradeceu ao produtor que lhe deu os melhores momentos da sua carreira no pequeno ecrã em “Quem Sai aos Seus” e “Spin City”.

A lista completa de vencedores:

MELHOR SÉRIE DRAMÁTICA
Breaking Bad

MELHOR SÉRIE DE COMÉDIA
Uma Família Muito Moderna

MELHOR ATOR EM SÉRIE DRAMÁTICA
Jeff Daniels (The Newsroom)

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DRAMÁTICA
Claire Danes (Homeland - Segurança Nacional)

MELHOR ATOR EM SÉRIE DE COMÉDIA
Jim Parsons (A Teoria do Big Bang)

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DE COMÉDIA
Julia Louis-Dreyfus (Veep)

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA EM SÉRIE DRAMÁTICA
Anna Gunn (Breaking Bad)

MELHOR ATOR SECUNDÁRIO EM SÉRIE DRAMÁTICA
Bobby Cannavale (Boardwalk Empire)

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA EM SÉRIE DE COMÉDIA
Merritt Wever (Nurse Jackie)

MELHOR ATOR SECUNDÁRIO EM SÉRIE DE DRAMÁTICA
Tony Hale (Veep)

MELHOR REALIZAÇÃO DE SÉRIE DRAMÁTICA
David Fincher (House of Cards – Episódio 1)

MELHOR REALIZAÇÃO DE SÉRIE DE COMÉDIA
Gail Mancuso (Uma Família Muito Moderna, Arrested)

MELHOR ARGUMENTO DE SÉRIE DE DRAMÁTICA
Henry Bromell (Homeland – Segurança Nacional, Q&A)

MELHOR ARGUMENTO DE SÉRIE DE COMÉDIA
30 Rock (Tina Fey, Tracey Wigfield)

MELHOR MINISSÉRIE OU FILME
Por Detrás do Candelabro

MELHOR ATOR EM MINISSÉRIE OU FILME
Michael Douglas (Por Detrás do Candelabro)

MELHOR ATRIZ EM MINISSÉRIE OU FILME
Laura Linney (The Big C: Hereafter)

MELHOR ATOR SECUNDÁRIO EM MINISSÉRIE OU FILME
James Cromwell (American Horror Story: Asylum)

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA EM MINISSÉRIE OU FILME
Ellen Burstyn (Political Animals)

MELHOR REALIZAÇÃO DE MINISSÉRIE OU FILME
Steven Soderbergh (Por Detrás do Candelabro)

MELHOR ARGUMENTO DE MINISSÉRIE OU FILME
Abi Morgan (The Hour)

MELHOR SÉRIE DE VARIEDADES
The Colbert Report

MELHOR REALIZAÇÃO DE SÈRIE DE VARIEDADES
Don Roy King (Saturday Night Live, Host: Justin Timberlake)

MELHOR APRESENTAÇÃO DE SÈRIE DE VARIEDADES
Heidi Klum, Tim Gunn (Project Runway)

MELHOR ARGUMENTO DE SÈRIE DE VARIEDADES
The Colbert Report

MELHOR CONCURSO
The Voice

MELHOR COREOGRAFIA
Dancing with the Stars (Derek Hough)

@Luís Salvado

Comentários