Ainda há Pastores?

Ainda há Pastores?

Ainda há Pastores?

Ainda há Pastores?

Há lugares que quase não existem...

Há lugares que quase não existem. Casais de Folgosinho nem sequer é um lugar. Não há luz eléctrica, Não corre água canalizada, muito menos estradas. Perde-se no silêncio de um vale entre as montanhas da Serra da Estrela. Em tempos foi um autêntico santuário de pastores. Com dezenas de famílias, milhares de cabeças de gado. Hoje, os mais velhos vão morrendo e os novos fogem da dura sina de ser pastor. 365 dias por ano. Hermínio. 27 anos [hoje com 32], contraria o fim. Dizem que é o pastor mais novo, mas também o mais doido. Sozinho, rádio na mão, rasga montanhas ao som das cassetes do popular cantor Quim Barreiros, que um dia sonha conhecer. Os sons das cassetes e do rádio puxam-no para fora de uma vida de solidão. São a união entre dois mundos diferentes. Distantes e próximos. Na sociedade moderna, o futuro de Hermínio é inquietante. Até quando o jovem Hermínio será pastor? Mas... ainda há pastores? As estórias dos Casais de Folgosinho guardam a resposta.

Realização

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.