Anquanto la Lhengua fur cantada

Anquanto la Lhengua fur cantada

Anquanto la Lhengua fur cantada

Anquanto la Lhengua fur cantada

Lembro-me quando eu era criança, de "romances" cantados de porta em porta por uma mulher com voz de "falsete", acompanhado por um homem de acordeão, que ganhavam a vida vendendo histórias impressas em papéis coloridos.

«O planalto de Miranda, único em língua e rico em gente, geografia e tradições que vêm do início dos tempos, tem uma riqueza musical inigualável . Porque não atravessá-lo com a Catarina Wallenstein, com rosto de "Madona", que canta como ninguém, acompanhada pelo extraordinário acordeão do Gabriel Gomes, com rosto de anjo, e seguido pelo burro “Atenor” de pêlo comprido e avermelhado, perfeito exemplar do burro mirandês? Há alguma coisa mais comovente do que a polifonia dos cantantes das Almas de Sendim? Não é verdade senhor Giacometti? O meu amigo Dr. Amadeu Ferreira, ficará contente e com ele todos os mirandeses a quem dedico este pequeno filme. » João Botelho

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa , as nossas notificações ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.