Sob o Signo da Morte

Pars vite et reviens tard

Sob o Signo da Morte

Pars vite et reviens tard

O Comissário Jean-Baptiste Adamsberg não gosta da Primavera. Receia a subida de energia, os desejos de evasão, a explosão dos impulsos, todos os sinais que indiquem o regresso dos dias bonitos…

O Comissário Jean-Baptiste Adamsberg não gosta da Primavera. Receia a subida de energia, os desejos de evasão, a explosão dos impulsos, todos os sinais que indiquem o regresso dos dias bonitos… E Adamsberg tem motivos para isso... A sua noiva, Camille, fez as malas, e a sua ausência corta-lhe as asas, no momento em que ele mais necessita: Algo caiu sobre a capital, um enigma portador de maldição, que poderá bem tornar-se em desgraça, se ele não o resolver... Estranhos sinais espalham-se sobre as portas dos edifícios de Paris, e inquietantes e misteriosas palavras são gritadas em praça pública… Chega o que Adamsberg temia: um primeiro morto, um corpo escurecido, o rosto ensanguentado com uma expressão de terror, os sinais da peste...Era isto que anunciava o enigma, o regresso da terrível calamidade mas com uma variante, parece que alguém controla a doença e a espalha onde quer...

Realização
Argumento

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.