Vilarinho das Furnas

Vilarinho das Furnas

Vilarinho das Furnas

Vilarinho das Furnas

Protelada durante alguns anos a sentença de morte que lhe for a ditada, Vilarinho das Furnas viu, em 1969, chegar a hora da sua destruição, pela construção de uma barragem. Aconchegada no sopé da Serra Amarela, e por isso defendida das nortadas...

Protelada durante alguns anos a sentença de morte que lhe for a ditada, Vilarinho das Furnas viu, em 1969, chegar a hora da sua destruição, pela construção de uma barragem. Aconchegada no sopé da Serra Amarela, e por isso defendida das nortadas frias de Inverno, aninhava-se entre o Rio Homem e a Ribeira do Eido, que lhe irrigavam os campos. Remetida para um sistema de vida comunitária pastoril, único possível para vencer as deficientes condições de subsistência que o local oferecia, Vilarinho das Furnas desapareceu sobre o manto das águas frias e límpidas que, durante, tantos anos, lhe deram vida. Uma homenagem ao povo, por quem acompanhou os seus doze últimos meses de existência.

Realização

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.