O Sargento da Força 1

The Big red one

O Sargento da Força 1

The Big red one

Restaurado em Formato Digital e Remisturado com 47 Minutos de Imagens Absolutamente Inéditas "Um acontecimento imperdível. A interpretação de Lee Marvin é provavelmente a melhor da sua carreira." -David Ansen, NEWSWEEK "Uma poderosa obra-prima. O..

Restaurado em Formato Digital e Remisturado com 47 Minutos de Imagens Absolutamente Inéditas "Um acontecimento imperdível. A interpretação de Lee Marvin é provavelmente a melhor da sua carreira." -David Ansen, NEWSWEEK "Uma poderosa obra-prima. O melhor da maioria dos filmes lançados este ano." -A.O. Scott, THE NEW YORK TIMES (10/2/2004) «EM GUERRA, A MAIOR GLÓRIA» disse Samuel Fuller, «é sobreviver». O realizador, membro condecorado da Primeira Divisão de Infantaria do exército dos EUA durante a Segunda Guerra Mundial, sobreviveu. Mas a versão filmada das suas experiências bélicas não teve a mesma sorte... até agora. O crítico e cineasta Richard Schickel, recorrendo a mais de 20 mil metros de película rodados em 1980 e ao diário de rodagem do próprio Fuller, empenhou-se numa delicada reconstrução que, acrescentando mais de 40 minutos de cenas inéditas, transforma este célebre filme de guerra numa obra-prima de proporções épicas. Lee Marvin, numa interpretação rica e complexa que finalmente brilha como merecia, é o sargento que lidera uma companhia de recrutas inexperientes através dos desertos do Norte de África, até ao desembarque da Normandia, e pela Europa dentro. O filme é o diário de combate do pelotão, e mostra a guerra como ela é - suor, sangue e morte e, com um pouco de sorte, sobrevivência.

Notícias relacionadas

  • Mark Hamill: O Luke Skywalker faz 65 anos
    Não conseguiu ser uma estrela de cinema, mas tornou-se algo ainda mais importante e eterno: um ícone. E tudo graças a "Star Wars". Mas a carreira teve desenvolvimentos curiosos já depois de ser conhecido como Luke Skywalker.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa , as nossas notificações ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.