Vício Intrínseco

Inherent Vice

Vício Intrínseco

Inherent Vice

Adaptação do sétimo romance de Thomas Pynchon (igualmente o sétimo filme escrito e realizado por Paul Thomas Anderson) num estilo alternativo noir, iluminado pelas luzes de neon de uma contracultura americana, psicadélica reinvenção de um clássico de espionagem.

Quando a ex-mulher do detetive privado Doc Sportello, surge do nada com uma história sobre um novo namorado bilionário por quem ela, curiosamente, está loucamente apaixonada, e um plano que envolve a mulher dele e o namorado dela e o bilionário atirado para o manicómio… a história até parece simples. São os psicadélicos anos 60, a paranóia toma conta dos dias, e o Doc sabe que palavras como "amor" são como qualquer outra palavra tão próprias dos anos que se vivem como "trip" ou "groovy", usadas vezes sem fim, mas que a primeira conduz geralmente a problemas. Com um elenco de personagens tão diversas como surfistas, chulos, toxicodependentes, rockers, um agiota assassino, agentes da polícia, um saxofonista numa missão secreta, e uma entidade misteriosa conhecida como Golden Fang, que também pode ser apenas um imposto negociado por alguns dentistas... esta é uma Califórnia noir, alucinogénica, mas sobretudo uma homenagem ao incomparável e genial imaginário de Pynchon.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.