Inês Viegas Oliveira, 24 anos, será a única portuguesa entre os mais de 70 ilustradores estrangeiros escolhidos para a exposição anual daquela feira, considerada uma montra das tendências mais recentes da produção de ilustração para a infância.

Fedra Santos, Marco Taylor, Joana Estrela, Teresa Cortez, António Jorge Gonçalves, Sara Feio, Yara Kono e Madalena Matoso foram outros ilustradores que também apresentaram obras para a exposição, mas o júri apenas escolheu Inês Viegas Oliveira.

À agência Lusa, a ilustradora explicou que se candidatou à exposição com cinco ilustrações de um projeto inédito, intitulado "Tanta Coisa", criado para "explorar a ideia de que existem imensas coisas nos planetas e que as pessoas são só mais uma delas".

A jovem ilustradora enviou os originais para Bolonha, porque queria voltar àquela feira do livro, onde tinha estado em 2019 para apresentar 'portfólio' a editoras. "Não há um prémio mais prestigiante do que ser selecionado", disse.

Inês Viegas Oliveira, nascida em Tavira, em 1995, e a viver atualmente em Lisboa, diz que está ainda a começar na área da ilustração, tendo feito em 2019 uma pós-graduação, depois de ter estudado Física e Matemática.

"Sempre fui uma pessoa muito curiosa e achava que a Física me ia dar respostas. O que gostava era de poder comunicar com as outras pessoas, poder transmitir ideias complicadas de uma maneira simples. Sempre desenhei, decidi que não estava a aprender nada em Matemática e percebi que essa vontade passava pela Ilustração", contou.

Algum do trabalho visual está disponível na página oficial, incluindo diários gráficos, aguarelas, estudos e imagens do projeto final da pós-graduação, intitulado "Eu sou eu", que será editado em álbum ilustrado, ainda este ano, pela Bruaá.

Sobre "Eu sou eu", que diz estar ainda a afinar, Inês Viegas Oliveira explicou que partiu da leitura de "Aparição", de Vergílio Ferreira, e aborda "a relação que cada pessoa tem com a imagem de si mesma". "É sobre como nos vemos e aquilo que somos", disse.

A Feira do Livro Infantil de Bolonha, ponto de encontro anual para negócios de direitos na área do livro infantil e juvenil, cumprirá a 57.ª edição, de 30 de março a 02 de abril.

No âmbito da exposição de ilustração da feira - que depois de Bolonha seguirá em itinerância por vários países -, é atribuído um prémio monetário de 13.500 euros para um dos ilustradores selecionados, com menos de 35 anos.

Habitualmente, Portugal tem uma representação oficial na feira através da Direção-Geral do Livro, Arquivos e Bibliotecas, na qual divulga autores portugueses e obras no contexto do livro infantil e juvenil.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.