"Crocodilo Dundee" chegou aos cinemas em 1986 e foi um gigantesto e surpreendente sucesso de bilheteira e de crítica.

Agora, o ator de 78 anos vai prestar homenagem à sua mais famosa criação com "The Very Excellent Mr. Dundee" e a rodagem em Los Angeles, Canadá e Austrália começa em julho.

Naquela que será o seu primeiro filme em quase dez anos, Hogan vai fazer uma versão de si mesmo que está prestes a receber um título honorário da rainha Isabel II pela carreira ao serviço da comédia.

O agente avisa-o para não fazer nada que estrague as coisas, mas apesar da boa vontade este "Paul Hogan" acaba por destruir o seu nome e reputação em apenas seis semanas.

Michael J. "Crocodile" Dundee era um australiano de espírito aberto que caçava crocodilos com as suas próprias mãos, enfrentava grandes búfalos de água e era um grande apreciador de bebidas bombásticas, um estilo de vida que vai enfrentar um grande teste ao fazer uma viagem a Nova Iorque.

O sucesso da personagem e do filme tornaram Paul Hogan uma estrela internacional, originando duas sequelas, em 1988 e 2001.

Já este ano um popular anúncio ao turismo na Austrália, "Dundee: The Son of a Legend", onde contracenava com Danny McBride e Hemsworth.

As imagens chegaram a ser confundidas com o trailer para um quarto filme e chegou a avançar uma petição a pedir o regresso, mas enm o próprio ator se mostra interessado.

"O primeiro foi o filme independente de maior sucesso comercial de sempre. O segundo rendeu bastante nas bilheteiras, mas o terceiro correu mal. Achei que foi como bater num cavalo morto, portanto acho que não vou fazer pressão para que se faça o quarto", explicou na televisão australiana em fevereiro.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.