«The Matarase Circle», baseado no romance de
Roberty Ludlum e protagonizado por
Tom Cruise e
Denzel Washington, e
«Cosmopolis», produzido por
Paulo Branco, são os dois filmes que o realizador
David Cronenberg está actualmente a desenvolver. A esses acrescenta-se agora um terceiro título que surpreendeu toda a gente, até pela aversão inicial do próprio cineasta ao projecto: uma nova versão do filme
«A Mosca», que o próprio realizador dirigiu em 1986 e que constituiu um dos seus maiores êxitos.

A história da fita original de Cronenberg era a de um cientista (
Jeff Goldblum) que cria uma máquina de teletransporte de matéria, em que ele próprio se coloca com o objectivo de a testar em seres humanos. Só que, sem que ele saiba, há uma mosca lá dentro e a máquina, sem saber como processar a transferência de matéria, une os dois corpos, o que vai provocar uma transformação gradual do cientista no insecto.

Na origem, esta película de Cronenberg era já uma nova versão muito alterada de uma
fita de ficção científica de 1958 com o mesmo título. Nesse filme, realizado por
Kurt Neumann e escrito por James Clavell
[/b](o autor do romance «Shogun»), o cientista fica com a cabeça e o braço da mosca e anda à procura do insecto que ficou com a sua cabeça e braço para tentar efectuar a troca.

Ainda não se sabe se Cronenberg será o argumentista da nova versão mas já se sabe que ele será o realizador, estando o projecto em desenvolvimento na Fox. Recorde-se que o realizador já tinha estado envolvido na adaptação do seu filme a uma ópera em 2008 composta por[b] Howard Shore e conduzida por
Plácido Domingo.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.