Nicole Kidman revelou que ganhar o Óscar lhe provocou sentimentos contraditórios.

Numa conferência de imprensa no British Film Institute ao lado do colega Dev Patel para falar do seu novo filme "Lion", considerado um favorito para a próxima temporada de prémios, a estrela recordou esse momento marcante, quando recebeu o prémio pela interpretação da escritora Virginia Woolf em "As Horas" em 2002, menos de dois anos após terminar o casamento de uma década com Tom Cruise.

'A minha relação com o sucesso é um pouco distante porque tento seguir na jornada [da carreira]. Ganhar o Óscar foi um momento de viragem, mas não em relação à minha vida como atriz, porque foi incrivelmente legitimador, mas na verdade para mim simbolizou a solidão pois não tinha ninguém com quem o partilhar naquele momento da minha vida. Fiquei tipo 'Isto significa que preciso colocar-me em ordem e quero apaixonar-me', portanto foi esquisito'.

Atualmente casada com o cantor de música country Keith Urban, a estrela revelou que ainda tem muitas ambições na carreira, incluindo uma bem inesperada.

'Em algum ponto gostava de interpretar um homem, tentar. Adoro a capacidade de transformação. Procuro as personagens mais distantes do mundo porque isso faz parte da viagem'.

'Tenho a sorte de ser infinitamente curiosa sobre os seures humanos, ainda consigo emocionar-me quando vejo grande teatro, grande cinema, um quadro, ler um livro que nunca quero que termine', concluiu.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.