Na sequência de rumores persistentes que davam como certo que
Quentin Tarantino teria de cortar cerca de 40 minutos ao seu próximo filme,
«Inglourious Basterds - Sacanas sem Lei», para o tornar «comercialmente mais atractivo», o produtor
Harvey Weinstein viu-se forçado a vir a público explicar que é a visão do cineasta que conta e a razão de uma nova montagem, que não terá obrigatoriamente menos tempo que a anterior.

Em entrevista à revista «GQ», e referindo-se aos rumores de redução da metragem do filme, Weinstein sublinhou que «não há verdade nenhuma em nada disso. Ele não vai cortar. O que ele está a fazer é reorganizar algumas cenas. Reparem, o tipo teve seis semanas para montar o filme para ele ser exibido em Cannes. A maioria dos outros tipos leva seis meses ou um ano».

A razão dos rumores prende-se com o risco de insolvência da produtora de Harvey Weinstein e com a necessidade imperativa dos seus três próximos filmes (
«Inglourious Basterds - Sacanas sem Lei»,
«Hallowen II» e
«Nine») serem bem sucedidos nas bilheteiras.

Porém, Weinstein, que tem fama de remontar o trabalho de muitos dos realizadores com quem trabalha, nunca tocou nos filmes de Tarantino, que produz desde
«Pulp Fiction». Segundo o produtor, «quando trabalhei com o
Martin Scorsese, fizemos oito meses de pós-produção. E o Quentin Tarantino tem de montar o filme em seis semanas? Há coisas no chão daquela sala de montagem que vão pôr toda a gente de cara à banda. Eu estava a dizer ao Quentin precisamente o contrário: tens de pôr essas coisas no filme outra vez».

Quanto à metragem final, Harvey Weinstein explica que «este filme terá entre 2h20m e 2h27m. Não acho que vá ser mais pequeno – é só uma questão de rearranjos. Eu sei que ele está a pôr metragem nova no filme».

«Inglourious Basterds - Sacanas sem Lei», cujo segundo «trailer» acaba de chegar à internet, estreia em Portugal a 27 de Agosto.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.