«As Aventuras de Vickie» e «Vickie e o Tesouro dos Deuses» são os dois filmes que relatam as aventuras em imagem real de um dos grande heróis da juventude portuguesa da década de 70, o pequeno Vickie, e vão estrear ambos nas salas de cinema nacionais a 7 de fevereiro, com um aliciante invulgar: o preço de um bilhete de cinema vai permitir ver as duas fitas.

Vickie é um jovem viking de 10 anos criado em 1963 pelo escritor sueco Runer Jonsson para uma série de livros infantis, que tiveram considerável sucesso nos países de língua germânica. O salto para o resto da Europa deu-se graças a uma série de televisão de desenhos animados, produzida entre a Alemanha e o Japão, que se tornou um êxito brutal em toda a Europa. A série estreou em janeiro de 1974 na televisão alemã e chegou a Portugal logo em setembro do mesmo ano, com um impacto colossal.

Em 2009, o cineasta alemão Michael Herbig estreou nas salas de cinema «As Aventuras de Vickie», uma transposição para o cinema de imagem real da série de desenhos animados, com as personagens a parecerem-se o mais possível com as originais. Com Jonas Hämmerle como Vickie, Waldemar Kobus como o seu pai Halvar e o próprio Herbig no papel do bardo, o filme foi um enorme sucesso, com mais de cinco milhões de bilhetes vendidos na Alemanha.

Dois anos depois, estreava a sequela, «Vickie e o Tesouro dos Deuses», com o mesmo elenco mas agora a 3 Dimensões e com Christian Ditter a substituir Michael Herbig como realizador.

Os dois filmes estreiam em Portugal em simultâneo, a 7 de fevereiro, com os espetadores a poderem ver ambos pelo preço de um bilhete.