Apenas 45% das pessoas inquiridas pelo MSN, que levou a cabo o estudo, afirmaram terem ido a festivais pela música, com 25% dos dois mil indagados a admitirem terem tido sexo casual num festival, 21% a confessarem ter consumido drogas e 13% a revelarem ter-se envolvido numa luta.

Sobre os resultados, George McKay, professor de Estudos Culturais na Universidade de Salford, comentou: “Os festivais estão profundamente enraizados na tradição carnavalesca, que consiste em inverter as expetativas quotidianas do comportamento comum. Historicamente, os carnavais teriam um «senhor da desordem» que supervisionasse as festanças e a subversão das regras comuns da vida. Os festivais de música continuam a ser locais onde podemos escapar à realidade e subverter as regras – independentemente da idade que tenhamos”.

Confira os resultados da sondagem:

47% admitem ter feito, num festival, algo que nunca considerariam fazer fora dele;
45% frequentam festivais pela música;
25% fizeram sexo com um estranho num festival;
21% consumiram drogas num festival;
10% das pessoas com idades compreendidas entre os 45 e os 54 anos admitem ter tido sexo com um estranho num festival;
9% das pessoas com idades compreendidas entre os 45 e os 54 anos admitem ter consumido drogas num festival.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.