"Abril em Lisboa é sinónimo de celebração na rua, mas este ano alteramos o convite: festejar em casa, com música, humor, fotografia, 'video mapping' e muito mais", avançou a empresa municipal de animação cultural da capital, propondo-se a levar a rua para dentro de casa para celebrar a Revolução de 25 de Abril de 1974, devido à pandemia da COVID-19.

Com a colaboração de parceiros e artistas, a EGEAC vai disponibilizar, através das redes sociais Facebook e Instagram, "um conjunto de eventos, entre reposições de vários espetáculos e algumas iniciativas novas", a partir de quinta-feira e até 30 de abril, assinalando "excecionalmente o mês da liberdade dentro de portas".

Entre a programação cultural destaca-se o espetáculo de 'video mapping' evocativo dos 45 anos do 25 de Abril, realizado pelo atelier criativo OCUBO, que pode ser visto e revisto entre os dias 23 e 26 de abril, em vários horários.

"Como habitualmente, o dia 25 de abril será assinalado pelo Museu do Aljube - Liberdade e Resistência com a partilha 'online' de testemunhos escritos ou em vídeo, numa versão diferente dos Dias da Memória", revelou a EGEAC.

Diariamente, o público virtual vai ser colocado à prova, com questões de cultura geral, "num novo 'quiz' temático sobre a Revolução dos Cravos", indicou a empresa municipal de Lisboa, explicando que são 15 perguntas, uma por dia, e há "uma surpresa no final".

De acordo com a programação para celebrar "Abril em Lisboa #em casa", os internautas vão poder "ouvir duas das grandes vozes" que marcaram presença na iniciativa Fado no Castelo, nas últimas edições, numa compilação das atuações de Carlos do Carmo e Camané, que será transmitida no próximo domingo, às 16:00, e repete no domingo seguinte (dia 26 de abril), às 21:00.

Nas tardes de quarta-feira, a partir das 16:00, é a vez dos clássicos de Vivaldi e Bach com o concerto da Orquestra Orbis que encheu a Igreja de São Roque em 2018, informou a EGEAC.

Da animação cultural prevista para festejar Abril em Lisboa e em casa, consta a visualização de algumas das imagens captadas pelo fotojornalista Bruno Portela para assinalar os 20 anos da Expo'98, integradas na exposição "Você Não Está Aqui", inaugurada nas Festas de Lisboa de 2018.

"Recordamos os concertos espontâneos de piano ou a liberdade de dirigir uma orquestra na rua e voltamos a rir um pouco com o humor de Hugo Van Der Ding, no espetáculo 'Isto só neste País', apresentado o ano passado durante o Festival Política", acrescentou a empresa de animação cultural de Lisboa.

Além destes espetáculos, a EGEAC tem uma playlist com músicas de intervenção, portuguesas e estrangeiras, sugestões de alguns filmes e uma mini-biblioteca de livros revolucionários para "ajudar a passar este tempo de quarentena", devido à pandemia da COVID-19, mas sem deixar de celebrar a Revolução de Abril.

Em Portugal, segundo o balanço feito na terça-feira pela Direção-Geral da Saúde, registam-se 567 mortos, mais 32 do que na segunda-feira (+6,%), e 17.448 casos de infeção confirmados, o que representa um aumento de 514 (+3%).

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 2 de março, encontra-se em estado de emergência desde de 19 de março e até ao final do dia 17 de abril.

Mais informações sobre o COVID-19.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.