Ariana Grande ficou “comovida e honrada” com a decisão de lhe entregarem cidadania honarária de Manchester.

Esta quarta-feira, os membros da assembleia de Manchester votaram com unanimidade para tornar a cantora a primeira cidadã honorária da cidade, homenagendo assim a resposta da artista de 24 anos ao atentado depois do seu concerto na Arena de Manchester que matou 22 pessoas.

Ariana partilhou no seu Instagram a imagem de uma notícia sobre a cidadania de Manchester, onde o líder da assembleia, Sir Richard Leese, descreve a cantora como "determinada em não voltar a tocar até regressar a Manchester para atuar novamente".

Leese ainda acrescentou: "Ao fazer isso, ela deu conforto a milhares de pessoas, angariou milhões para o fundo de emergência “We Love Manchester” e tornou-se a padroeira desse fundo."

Como comentário à notícia, a artista americana escreveu: “Não sei o que dizer. Palavras não são suficientes. Estou comovida e honrada. O meu coração ainda está aí com vocês. Adoro-vos. Obrigada.”

A cantora acabou a publicação com um emoji de uma abelha, o símbolo da cidade de Manchester.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.