Ryan Collins, de 36 anos, foi julgado na quarta-feira por um tribunal da Pensilvânia, depois de se ter declarado culpado em maio, afirmou o gabinete do secretário de Justiça da Califórnia num comunicado divulgado no dia da sentença.

"A pena de prisão a que foi condenado o Sr. Collins é a prova de que hackear contas de outros e roubar informação ou imagens privadas é um delito com sérias consequências", disse Deirdre Fike, agente do FBI encarregada da investigação, citada no comunicado.

O acusado invadiu mais de uma centena de contas de e-mail da Apple e do Google, entre elas as de muitas celebridades, e roubou fotos e vídeos com imagens de nudez de cerca de 600 pessoas entre novembro de 2012 e setembro de 2014, segundo o comunicado, que não informa o nome de nenhuma vítima.

Os investigadores conseguiram provar que Ryan Collins pirateou essas contas, mas não conseguiram incriminá-lo pela publicação na internet de fotos íntimas de famosas como as atrizes Jennifer Lawrence e Kirsten Dunst e a modelo Kate Upton, num caso que ficou conhecido como "celebgate".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.