As gravações da série de "O Senhor dos Anéis" arrancaram há cerca de um ano, mas os fãs já se têm manifestado nas redes sociais sobre alguns pormenores da produção. No site Change.org, os seguidores da saga criaram uma petição contra as cenas de nudez nos episódios.

De acordo com a carta aberta, a produção contratou coordenadores de intimidade, profissionais que coordenam as gravações das cenas íntimas. Na petição, os fãs argumentam que "Tolkien era um católico devoto e sua memória não pode ser manchada com nudez gratuita".

A petição online conta com mais de 35 mil assinaturas.

As gravações da série "O Senhor dos Anéis" , da Amazon, arrancaram em fevereiro na Nova Zelândia. Antes do início das filmagens, o serviço de streaming revelou os nomes de 15 atores que vão fazer parte da série, que inclui duas estrelas de "A Guerra dos Tronos".

Robert Aramayo, que vestiu a pele do jovem Ned Stark na “A Guerra dos Tronos”, e Joseph Mawle, que deu vida a Benjen Stark na história da HBO, vão fazer parte do elenco da produção que irá explorar novas histórias que aconteceram antes de "O Senhor dos Anéis: A Irmandade do Anel".

O britânico Owain Arthur, a atriz iraniana Nazanin Boniadi, o ator australiano Tom Budge, a atriz britânica Morfydd Clark e a atriz norte-americana Ema Horvath também vão fazer parte do elenco.  Ismael Cruz Córdova, Markella Kavenagh, Joseph Mawle, Tyroe Muhafidin, Sophia Nomvete, Megan Richards, Dylan Smith e Charlie Vickers completam a lista.

"Estes homens e mulheres excepcionalmente talentosos são mais do que os nossos atores, eles são os mais recentes membros de uma família criativa sempre em expansão que está agora a trabalhar, incansavelmente, para levar novamente a Terra Média aos fãs e aos espectadores de todo o mundo", frisa, em comunicado os responsáveis pela série J.D. Payne e Patrick McKay.

A série será produzida pelo cineasta espanhol Juan Antonio Bayona, realizador de "O Orfanato" e "Mundo Jurássico: Reino Caído".

O regresso à Terra Média irá explorar novas histórias que aconteceram antes de "O Senhor dos Anéis: A Irmandade do Anel", mas o acordo também envolve um eventual spin-off.

O diretor executivo da Amazon, Jeff Bezos, esteve pessoalmente envolvido nas reuniões por ser um "grande fã de fantasia e ficção científica", de acordo com a Variety.

"O Senhor dos Anéis" foi considerado o livro favorito do milénio pelos clientes da Amazon em 1999 e o romance preferido de todos os tempos na Grã-Bretanha na pesquisa "The Big Read" da BBC em 2003.

"'O Senhor dos Anéis' é um fenómeno cultural que capturou a imaginação de gerações de fãs através da literatura e do ecrã", disse Sharon Tal Yguado, chefe de séries de argumento da Amazon Studios.

Segundo o site Deadline, o acordo previu um pagamento de direitos de aproximadamente de 200 milhões de dólares.

A produção será feita em cooperação com o fundo que gere o património de J.R.R. Tolkien, a editora HarperCollins e a New Line Cinema, que esteve envolvida nas duas trilogias de Peter Jackson no cinema. A primeira, com um elenco de peso que incluiu Elijah Wood, Viggo Mortensen, Ian McKellen, Liv Tyler e Orlando Bloom, faturou quase 3 mil milhões em todo o mundo, conquistando 17 Óscares no total.

A segunda, baseada no livro "The Hobbit", teve praticamente as mesmas receitas.

A Amazon disse que a série será disponibilizada pela aplicação Prime Video ou online em mais de 200 países e territórios, mas não anunciou uma data de lançamento.

"Estamos muito satisfeitos pelo facto de que a Amazon, com o seu compromisso de longa data com a literatura, ser a primeira série de televisão multitemporada para 'O Senhor dos Anéis'", disse Matt Galsor, representante da gestão de património do escritor e da HarperCollins.

"Sharon e a equipa da Amazon Studios têm ideias excepcionais para trazer para ao ecrã histórias previamente inexploradas com base nos escritos originais de J.R. Tolkien", concluiu.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.