A nova produção e a mais cara da história da Netflix desvenda a história de Isabel II. Recém-casada, com 25 anos, é confrontada com a perspetiva assustadora de liderar a monarquia mais famosa do mundo, ao mesmo tempo que fortalece a relação como lendário primeiro-ministro, Sir Winston Churchill. "O Império Britânico está em declínio, o mundo político está em desordem e uma jovem mulher assume o trono, é o início de uma nova era", frisa o serviço de streaming.

Na série, com a Grã-Bretanha ainda a recuperar da devastação da guerra, a jovem princesa Isabel torna-se rainha e apercebe-se que o seu relacionamento com os seus entes mais queridos irá mudar para sempre. 

O guião e pesquisa de Peter Morgan revelam o percurso privado da rainha por trás da fachada pública e a sua franqueza ousada, descreve o serviço de streaming. "Prepare-se para entrar no cobiçado mundo do poder e dos privilégios, atrás das portas fechadas de Westminster e do Palácio de Buckingham... Os líderes de um império esperam", explica a Netflix em comunicado.

Com estreia agendada para 4 de novembro, "The Crown" é já a maior aposta da Netflix. Segundo o The Guardian, para a primeira série produzida no Reino Unido, o serviço de streaming desembolsou aproximadamente 115 milhões de dólares.

A série tem como principais atores Claire Foy no papel da rainha Isabel II, Matt Smith como o príncipe Filipe, John Lithgow como Sir Winston Churchill, Victoria Hamilton como a rainha-mãe, Jared Harris como o rei Jorge VI, Vanessa Kirby como a princesa Margarida e Dame Eileen Atkins como a rainha Mary.

 Veja o novo trailer da série:

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.