Mais de seis décadas após a estreia, a primeira longa-metragem de
Manoel de Oliveira,
«Aniki Bóbó», de 1942, voltará a ser exibida comercialmente nas salas de cinema, em Lisboa e no Porto, a partir de 8 de Dezembro, em cópia renovada.

A acção está associada ao lançamento do filme em DVD pela primeira vez, em versão restaurada e remasterizada em alta-definição, no formato 2K. Numa acção invulgaríssima em Portugal, o filme estará disponível em simultâneo em sala e «home video».

Associado a
«Aniki Bóbó», será também exibido o primeiro filme de Oliveira, o incontornável e vanguardista
«Douro Faina Fluvial», de 1931, também inserido no DVD e igualmente em versão restaurada e remasterizada. O filme estreou em complemento da primeira longa-metragem de
António Lopes Ribeiro,
«Gado Bravo», e teve uma reacção explosiva à época, pateado em Portugal e elogiado no estrangeiro.

Adaptado de
«Os Meninos Milionários», de João Rodrigues de Freitas,
«Aniki Bobó», também produzido por Lopes Ribeiro, gira em redor da vivência de um grupo de crianças no Porto, nomeadamente o Carlitos (Horácio Silva), que rouba uma boneca para agradar à menina por quem se apaixonou, a Teresinha (Fernanda Matos)

Além dos dois filmes, o DVD integrará também, como complementos, o documentário
«Famalicão», que Oliveira realizou em 1940, uma conversa com o realizador e os actores que, em crianças, interpretaram Carlitos e Teresinha, a peça da SIC sobre os 50 anos da estreia do filme e ainda uma extensa galeria de fotografias.

A edição integra ainda três versões de
«Douro Faina Fluvial» (a original muda de 1931, a com música de Luiz de Freitas Branco de 1934 e a com partitura de Emmanuel Nunes, de 1994), e um depoimento de José Manuel Costa sobre o filme.

Tendo em conta a dimensão internacional de Oliveira, o DVD contará com legendas em inglês e francês.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.