A Apple não irá estrear este ano "Emancipation", uma super produção com Will Smith considerada a sua grande aposta para os próximos Óscares.

Segundo fontes da revista Variety, existe uma "verdade não dita" de que o filme só será lançado "algures em 2023".

Embora não tivesse uma data de estreia, o realizador Antoine Fuqua está na fase de pós-produção e era esperado que a Apple o agendasse até ao final do ano, depois de ter obtido a vitória histórica de "CODA" como Óscar de Melhor Filme.

Tal como aconteceu com "King Richard", que valeu a Will Smith a estatueta de Melhor Ator, já existe "buzz" à volta do novo filme, no qual a Apple investiu pelo menos 105 milhões de dólares.

Um cineasta que já viu imagens disse à Variety que Will Smith iria ganhar dois Óscares consecutivos... mas as declarações foram feitas antes da agressão ao comediante Chris Rock na 94.ª cerimónia.

Como punição, a Academia baniu o ator durante dez anos de todos os eventos da organização, incluindo a maior noite de Hollywood.

A história de "Emancipation" é inspirada por acontecimentos verídicos à volta de Peter, um escravo em fuga que teve de se mostrar mais inteligente para vencer caçadores de recompensas sanguinários e os implacáveis pântanos do estado do Louisiana para chegar ao norte dos EUA e ao Exército da União.

Peter ficou famoso após posar para uma fotografia que expunha as cicatrizes das suas costas, provocadas por um castigo com chicote que quase o matou.

A imagem, que ficou conhecida como "Scoured Back", foi publicada pela imprensa dos dois lados do Oceano, galvanizando a causa do abolicionismo pelo mundo [a causa política para abolir a escravatura] e provocando um aumento de alistamentos de negros no exército da União.

Por causa ou não do escândalo nos Óscares, vários projetos com Will Smith sofreram contratempos.

A Netflix terá desistido do plano de fazer a sequela de "Bright", o filme de 2017 que foi a sua primeira grande aposta nas produções de grande orçamento e sucesso de audiências, e afastou-se de outro projeto, "Fast and Loose", retirando-o das suas prioridades.

"Pole to Pole", uma série documental da National Geographic que levaria o ator aos Polos Norte e Sul e deveria começar a rodagem em abril, foi adiada para o outono.

Outro projeto em "pausa" será "Bad Boys 4", da Sony, de que o ator teria recebido 40 páginas do argumento antes da cerimónia.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.