«É um filme de ficção mas é muito importante para o futebol», disse à imprensa Joseph Blatter, que assistiu à primeira projeção no Festival de Cinema de Cannes ao lado do ator francês Gérard Depardieu. Segundo o dirigente, que este mês manifestou vontade de seguir à frente da FIFA por um terceiro mandato, o filme, realizado por Frédéric Auburtin, é «muito bonito» e Depardieu é «um grande ator, que domina metade do filme».

«United Passion» foi planeado durante muito tempo, mas o projeto foi difícil de montar. A película fala sobre toda a história do futebol pelo ponto de vista de três dos presidentes mais importantes da FIFA: Jules Rimet, João Havelange e Sepp Blatter.

No filme, Depardieu encarna Rimet, presidente da FIFA durante 33 anos e criador do Mundial de Futebol. O ator, apaixonado pelo desporto-rei e adepto do Chateauroux na França, também assistiu à estreia em Cannes e saudou a figura de Rimet, «um homem magnífico». O elenco da película integra ainda o britânico Tim Roth ( «Cães Danados») e o neo-zelandês Sam Neill.

«United Passion» contra a história do Mundial desde o nascimento da ideia em 1904, quando, apesar das reticências da Inglaterra, um grupo de europeus apaixonados por futebol decide criar a FIFA. A fita mostra como, em mais de um século de história, a FIFA sobreviveu a todas as guerras, crises e todos os grandes acontecimentos da história.