O Producers Guild of America (PGA), o sindicato dos produtores de cinema norte-americanos, anunciou os seus 10 nomeados para Melhor Filme e apenas dois filmes, «Em Parte Incerta», de David Fincher, e «Sniper Americano», de Clint Eastwood, são produzidos dentro do actual sistema dos grandes estúdios.

Os outros nomeados, ligados ao circuito mais independente, são «Birdman», «Boyhood - Momentos de uma Vida», «Foxcatcher», «Grand Hotel Budapeste», «O Jogo da Imitação», «Nightcrawler - Repórter na Noite», «A Teoria de Tudo» e «Whiplash - Nos Limites».

Nas longas-metragens de animação foram escolhidos «Big Hero 6 - Os Novos Heróis», «O Livro da Vida», «Os Monstros das Caixas», «Como Treinares o Teu Dragão 2» e «O Filme Lego».

Estes prémios são um dos mais seguros prognosticadores dos Óscares: ainda que as nomeações só coincidam a 85%, o premiado dos PGA dos últimos sete anos ganhou a seguir o Óscar de Melhor Filme e os prémios coincidiram em 17 das 25 vezes até 2014.

Isto significa que «Invencível», de Angelina Jolie, ou o «biopic» sobre Martin Luther King «Selma», fortes candidatos que foram ignorados, estão agora em grande desvantagem mesmo que ainda sejam nomeados para o Óscar de Melhor Filme.

Os PGA são ainda importantes pois permitem perceber, ao contrário do que acontece com as distinções dos críticos de cinema, quais as tendências dentro da indústria de cinema. E a grande conclusão é que se ainda não existe um claro favorito na corrida aos Óscares, os grandes estúdios de Hollywood são já os perdedores da temporada 2014-15.

Com efeito, grandes produções como «Caminhos da Floresta», «Fúria», «Noé», «Maléfica», «Exodus», «Invencível» ou «Interstellar» estão a ser completamente ignoradas para grandes prémios tanto pela crítica como pela própria indústria.

Ainda que entre os mais nomeados estejam títulos produzidos por divisões de especialidade dos grandes estúdios (Sony Pictures Classics, Fox Searchlight, Focus), a grande ironia é que os filmes que estes normalmente rejeitam e são produzidos à sua margem por pouco dinheiro acabam por ser os que a indústria quer depois distinguir.

Os premiados serão conhecidos a 24 de janeiro.