O primeiro super-herói asiático da Marvel fez uma estreia bombástica nos cinemas dos EUA e do Canadá, segundo dados provisórios da empresa especializada Exhibitor Relations divulgados este domingo (5).

Cumprindo as expectativas, "Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis" arrecadou 71,4 milhões de dólares entre sexta-feira e domingo, um recorde para um fim de semana do "Labor Day" [Dia do Trabalho], que será comemorado esta segunda-feira nos EUA e deverá elevar as receitas para 83,5 milhões.

O recorde para os quatro dias quase triplicará os 30,5 milhões conseguidos pela versão de "Halloween", de Rob Zombie, em 2007.

O filme, que recebeu críticas efusivas por causa das cenas de lutas, com coreografias impressionantes, tornou-se a segunda melhor estreia de bilheteira da era da pandemia, logo atrás de outra produção da Marvel, "Viúva Negra", que conseguiu 80 milhões de dólares.

Os 71,4 milhões dos três dias também ficam ligeiramente acima dos 70 milhões da estreia de "Velocidade Furiosa 9".

A nível internacional, "Shang-Chi" adicionou 56,2 milhões de dólares e abriu em primeiro lugar em todos os países onde estreou, o que não incluiu a China e outros países asiáticos bastante atingidos por nova vaga da pandemia. Em Portugal, liderou com 37.290 espectadores.

O filme, ambientado numa China imaginária que mistura criaturas gigantes, misticismo e kung fu, é o primeiro do estúdio Marvel, que pertence à Disney, com um realizador asiático, Destin Daniel Cretton, e um elenco também dominado por estrelas do continente.

O protagonista sino-canadiano Simu Liu interpreta Shang-Chi, que fugiu de um pai autoritário quando ainda era adolescente para os EUA, onde leva uma vida tranquila e faz amizade com Katy, interpretada por Awkwafina ("Asiáticos Doidos e Ricos"), até que o seu pai envia uma missão para levá-lo de volta a casa à força.

Tony Leung ("Disponível para Amar") interpreta o pai, Wenwu, um vilão complexo que extrai os seus superpoderes dos dez anéis mágicos que cercam os seus braços.

"Candyman", da Universal, um "remake" do famoso filme de terror de 1992, que chegou ao topo das bilheteiras há uma semana com receitas muito menores (22 milhões de dólares), agora ocupa o segundo lugar, com 10,6 milhões em três dias, à frente da comédia de ação "Free Guy" (8,7 milhões).

Em seguida, ficaram a animação "Patrulha Pata: O Filme" (4 milhões), e "Jungle Cruise" (3,95 milhões), uma aventura inspirada numa atração dos parques da Disney.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.