Depois de ter dirigido
«Call Girl», o realizador volta a ter no papel principal de um dos seus filmes
Soraia Chaves.

Em
«A Bella e o Paparazzo» a actriz vai interpretar o papel de Mariana, uma actriz de telenovelas à beira de um colapso nervoso. A colaborar pela primeira vez com o cineasta estará
Marco D’ Almeida, o paparazzo do título que fará par romântico com a protagonista naquela que
António-Pedro Vasconcelos descreve como «uma comédia romântica e social mais à maneira de
Billy Wilder».

Inteiramente filmado na capital, «é também um filme sobre Lisboa e de homenagem a Lisboa, que é uma das cidades mais bonitas do Mundo», disse o realizador. Vasconcelos admitiu ainda ter tentado fazer um musical mas ter acabado por desistir da ideia por achar que não tinha capacidade para dirigir tal projecto.

Para além dos dois protagonistas, a película vai contar com participações de
Ivo Canelas,
Pedro Laginha,
Maria João Falcão e, uma presença inesperada,
Nuno Markl. O humorista diz ter sublinhado junto do realizador o facto de «não ser actor» mas, por ser fã da obra do cineasta, acabou por aceitar o convite.

Markl leu o argumento e descreveu-o como «uma comédia romântica ácida e desbocada sobre o pequeno star system português». Ainda que não tenha sido revelado muito sobre a sua personagem, sabe-se que se chamará Tiago e que fará uma citação directa do filme
«O Apartamento» de Billy Wilder.

A fita está em rodagem e deverá estrear em Dezembro mas o produtor,
Tino Navarro, afirmou já existirem também negociações em curso para que «A Bella e o Paparazzo» tenha a participação de um canal de televisão.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.