Um dos mais prolíficos e elogiados realizadores portugueses da atualidade, com uma obra em que o reconhecimento crítico não exclui o apelo popular, Vicente Alves do Ó, que tem também uma larga carreira como argumentista, assinou os filmes “Quinze Pontos na Alma” (2011), “Florbela” (2012), que lhe valeu o prémio Sophia de Melhor Realizador, “O Amor é Lindo… Porque Sim!” (2016), “Al Berto” (2017) e “Quero-te Tanto” (2018), todos disponíveis para alugar no MEO Videoclube.

É também o argumentista e realizador da série de 26 episódios “Solteira e Boa Rapariga” (2019), com Lúcia Moniz, que pode ser revista na RTP Play e tem já mais duas longas-metragens na calha, “Golpe de Sol”, à espera de estrear, e “Amadeo”, a ultimar a pós-produção e também com estreia para breve.

As escolhas de Vicente Alves do Ó

“What We Do In the Shadows”

Vicente Alves do Ó: “Comecei a ver esta série de vampiros por causa do seu criador Jemaine Clement, autor de outro clássico da comédia recente: 'Flight of the Conchords'. Tem como outro peso pesado na sua criação o realizador de 'Jojo Rabbit'. A série relata, em forma de falso documentário, a vida de três vampiros nos subúrbios de Nova Iorque nos dias de hoje e é hilariante."

Onde: Disponível na HBO Portugal. Série televisiva produzida pela FX e criada por Jemaine Clement, que adapta o “mockumentary” de terror de 2014 com o mesmo título escrito e realizado por Clement e Taika Waititi. Atualmente a meio da segunda temporada, a acção centra-se em quatro vampiros que partilham casa em Nova Iorque.

“Killing Eve”

Vicente Alves do Ó: “Já comecei a terceira temporada, que ainda decorre, e confesso que atualmente é a minha favorita. Serviços secretos, Rússia, Guerra Fria, esconderijos tecnológicos, agentes secretos - todos eles com licença para matar - e uma assassina de profissão e que se veste tão bem, são os ingredientes desta aventura 'Tom and Jerry' versão psicopata. Vejam. Vale bem a pena.”

Onde: Disponível na HBO Portugal. Série britânica produzida para a BBC America e a BBC iPlayer a partir dos romances de Luke Jennings, sobre as investigações de uma agente do MI5 (Sandra Oh) em perseguição de uma assassina psicopata (Jodie Comer). Está atualmente a decorrer a terceira temporada, com cada uma a somar oito episódios.

"Westworld"

Vicente Alves do Ó: “Conhecia o filme dos anos 70 e confesso que assim que começou fiquei cheio de curiosidade. É verdade que as temporadas levam muito tempo a sair, mas a qualidade da direção de arte é inacreditável e uma das melhores de sempre. A história é uma viagem ao nosso futuro, por isso, bastante promissor e assustador. E foi muito 'cool' ter trabalhado com o Hector - Rodrigo Santoro - na minha série 'Solteira e Boa Rapariga'."

Onde: Disponível na HBO Portugal. Série americana criada por Jonathan Nolan e Lisa Joy que conta com J.J.Abrams entre os produtores. Baseada no filme “Westworld – O Mundo do Oeste”, escrito e realizado por Michael Crichton em 1973, parte do conceito de um parque temático completamente imersivo populado por androides para ampliar o seu universo a uma reflexão sobre aos limites da humanidade e a inteligência artificial. Protagonizada por Evan Rachel Wood, Thandie Newton, Jeffrey Wright e Ed Harris, à cabeça de um vasto elenco que inclui nomes como Anthony Hopkins, Rodrigo Santoro, Tessa Thompson e Vincent Cassel, acabou de concluir a terceira temporada, com um total de 18 episódios.

“Hollywood”

Vicente Alves do Ó: “Ryan Murphy tem uma qualidade: bom gosto. Desde o seu 'Nip/Tuck'. Mas também tem um problema: suja pouco as coisas e este 'Hollywood' precisava de ser menos moralizante e ensaboado e mais sujo, porque o sujo só amplia o fascínio por esta fábrica de sonhos que foi Hollywood. Ainda assim é um deslumbramento e uma visita a um tempo incrível. Vale a pena espreitar.”

Onde: Disponível na Netflix. Minissérie de sete episódios lançada a 1 de maio, criada por Ryan Murphy e Ian Brennan, sobre um grupo de artistas a tentar lutar contra os preconceitos que lhes tolhem a vida na meca do cinema durante o pós-guerra. Darren Criss, David Corensweet, Laura Herrier, Patti Lupone e Jim Parsons são os protagonistas.

“J'accuse - O Oficial e o Espião”

Vicente Alves do Ó: “Polanski em estado de graça. Um dos melhores filmes dos últimos anos. De uma exatidão e rigor como há muito tempo não via e ao mesmo tempo uma honestidade que nos deixa dividimos: sobre o senhor Dreyfuss e o senhor realizador."

Onde: Disponível no Meo Videoclube. Drama histórico franco-italiano que recria o famoso “affaire Dreyfus”, que na França de 1894 levou à condenação de um oficial judeu por passar segredos aos alemães, que se revelaria depois ter sido apressada, mal sustentada e eventualmente eivada de preconceitos. O filme, realizado por Roman Polanski e protagonizado por Jean Dujardin e Louis Garrel, conquistou o Grande Prémio do Júri no Festival de Veneza e venceu três das 12 nomeações aos Césares que recebeu, nomeadamente a categoria de Melhor Realizador, distinções que dividiram opiniões dado o escândalo protagonizado pelo cineasta nos anos 70.

"The Man in the High Castle"

Vicente Alves do Ó: “Já conhecia o livro com o mesmo título, assinado por Philip K. Dick, e a série que acabou na quarta temporada merece todos elogios. A distopia que nos revela um mundo controlado pelo Império Nazi é assustador e não deixa de ser relevante nos dias de hoje. Lembrar e perspetivar a História ajuda sempre. E este exemplo é eficaz e deixa muito que pensar."

Onde: Disponível na Amazon. Série criada por Frank Spotnitz baseada no romance homónimo de Philip K. Dick, editado em 1962. A ação decorre numa realidade paralela em que os nazis venceram a Segunda Guerra Mundial e é protagonizada por Alexa Davalos, Rufus Sewell e Rupert Evans. Com produção executiva de Ridley Scott, conta com um total de quatro temporadas e 40 episódios, lançados entre 2015 e 2019.

"Succession"

Vicente Alves do Ó: “Apenas vi a primeira temporada, mas este Shakespeare na alta finança de Nova Iorque é um delírio visual, numa aproximação dramática ao Senhor Shakespeare (e em bom) numa viagem sem redenção ou antecipação. Impossível perceber até onde pode ir. Vou agora começar a segunda temporada. A primeira foi bestial..”

Onde: Disponível na HBO Portugal. Série criada por Jesse Armstrong sobre as peripécias que envolvem a sucessão de um magnata sem escrúpulos, protagonizada por Brian Cox, Jeremy Strong, Sarah Snook e Kieran Culkin. Com duas temporadas e um total de 20 episodios e uma terceira a caminho, é uma das séries mais elogiadas e premiadas da atualidade, tendo conquistado o último Globo de Ouro para Melhor Série – Drama.

"Fosse/Verdon"

Vicente Alves do Ó: “Minissérie sobre um dos grandes realizadores dos anos 70 e da sua sombra feminina que tanto influenciou e ditou o seu trabalho e sucesso. Uma das melhores séries que vi em muitos anos. Brilhante elenco e realização. Escrita primorosa e uma Michelle Williams em estado de divindade. Não sei mais que dizer para vos convencer a ver. Vejam, vá.”

Onde: Disponível na HBO Portugal. Minissérie de oito episódios criada por Steven Levenson e Thomas Kail para a FX em 2019, que acompanha a relação conturbada entre o multifacetado Bob Fosse e a sua musa Gwen Verdon, interpretados por Sam Rockwell e Michelle Williams. Recebeu múltiplas nomeações para os principais prémios da indústria, nomeadamente para Emmys e Globos de Ouro, arrebatando Williams ambos os troféus.

“After Life”

Vicente Alves do Ó: “Se já tinham visto a primeira temporada, garanto-vos que vão chorar e sofrer muito mais nesta segunda. Ricky Gervais contradiz todas as redes sociais e drogas recreativas e obriga-nos a olhar para a morte. Ponto. Porque ela existe."

Onde: Disponível na Netflix. Série de humor negro criada, escrita e protagonizada pelo humorista Ricky Gervais sobre um homem cuja mulher faleceu de cancro e que deixa, a partir daí, de ter qualquer inibição nos seus comportamentos. Arrancou em 2019 e tem 12 episódios, dividos por duas temporadas.

“Tiger King: Morte, Caos e Loucura”

Vicente Alves do Ó: “O fenómeno do ano é mesmo um fenómeno que ultrapassa toda a credibilidade e nos deixa de boa aberta. Não consigo imaginar nada assim a não ser que a realidade o permita, e a história destes 'amantes' de animais de grande porte merece ser vista e, confesso, revista. Eu vi e revi.”

Onde: Disponível na Netflix. Série documental com sete episódios (e um especial) realizada por Eric Goode e Rebecca Chaiklin em redor dos amantes e coleccionadores de grandes felinos nos EUA. Lançada em 20 de março, tornou-se um fenómeno de culto.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.