Quem o diz é o guitarrista do coletivo, Tony Iommi, que assume não haver, por parte dos Black Sabbath, quaisquer planos para atuações ao vivo, depois do concerto em Londres.

“Pode ser o último espetáculo de sempre dos Sabbath”, confessou, em entrevista à “Metal Hammer”. “Eu não quero que seja, mas, na verdade, não há nada planeado, em termos de digressões, para depois desse espetáculo, por isso, até onde sabemos, esse poderá ser o último, na verdade”, explicou.

Em entrevista à “Metal Hammer”, Iommi discutiu ainda como o linfoma que lhe foi diagnosticado em 2012, cujo tratamento o guitarrista completou este ano, continua a afetar a sua carreira: “Honestamente, eu não quero fazer digressões, a este ponto, durante muito mais tempo, porque fazem-me sentir muito mal. Estou numa fase, agora, em que não tenho apoio, o que significa que tenho que ver se o cancro vai voltar ou se ainda continua lá ou algo assim… Eu não sei. É um pouco preocupante. Depois de terminarmos esta digressão, irei fazer um exame, logo veremos o que irá mostrar”.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.