Segundo a organização, “as grandes vozes são uma presença forte na programação” deste ano, onde constam nomes como Dee Dee Bridgewater, Amadou & Mariam, Asif Ali Khan, Agata Zubel, Camané e Sérgio Godinho, assim como “novas revelações”, como Buika ou Selah Sue.

A esplanada da Casa da Música vai receber, de quinta a sábado, “novos projetos nas áreas do rock, soul, pop, electrónica, jazz, folk, indie, além dos concertos das escolas vocacionais de música”, como a Escola de Música Valentim de Carvalho ou o Conservatório de Vale do Sousa.

No sábado, pelas 22:30, Little Friend, nome artístico do músico John Almeida, vai passar pelo Palco Super Bock com melodias subtis e letras introspetivas, apresentando o seu álbum de estreia, “We Will Destroy Each Other”.

No mesmo dia, mas na Sala Suggia, Sérgio Godinho vai protagonizar um espetáculo baseado no seu livro de crónicas “Caríssimas 40 Canções – Sérgio Godinho & As Canções dos Outros”, uma homenagem a alguns dos temas, intérpretes e compositores que marcaram o seu percurso artístico.

O violoncelo terá um lugar de destaque no “Verão na Casa” com a 3.ª edição do Prémio Suggia/Fundação da Casa da Música, dias 23 e 24 de junho, onde as provas recital serão avaliadas por um júri internacional.

A noite de S. João, a 23 de junho, vai ser comemorada com três espetáculos com entrada livre.

O primeiro, “O Porto do Som da Rua”, é o mesmo concerto com que a Orquestra Som da Rua se apresentou à cidade em 2012, e que chega agora à Sala Suggia, com a participação de músicos das orquestras Som da Rua, Cordas da Escola de Música de Perosinho e de Cordas do Curso de Música Silva Monteiro, dos coros do Orfeão do Porto, Foz do Douro, Sonae Indústria e dos grupos Ar-de-Coro e Miragaia.

Também na Sala Suggia, a Orquestra Sinfónica do Porto vai celebrar o S. João, numa fusão entre música sinfónica e techno com Jeff Mills, evocando “grandes temas que associamos à Roma antiga, ao icónico coliseu e a alguns filmes mais populares do cinema”, incluindo a ópera através de temas de Puccini e Mascagni Para fechar a noite, Marta Ren & The Groovelvets sobem ao Palco Super Bock para revelar influências do soul, rocksteady e anos 60, bem patentes no disco de estreia, seguindo-se o dj Rodrigo Affreixo, portador de uma visão “multifacetada e alegre da música de dança”, onde se enquadram sonoridades de soul e disco.

Camané vai ser o primeiro a trazer o fado ao “Verão na Casa”, a 29 de junho, num concerto que tem como convidados o pianista Mário Laginha e os Dead Combo.

Mantendo a tradição, o “Verão na Casa” dedica um fim de semana, 27 e 28 de julho, às bandas filarmónicas para um dos encontros “mais festivos” de toda a programação com direito a um desfile em redor da Casa da Música.

Em agosto, a Casa da Música vai abrir as portas para o norte-americano Devendra Banhart, que vem a Portugal apresentar o seu mais recentra trabalho, “Mala”, e para o grupo Swinging Rabbits, projeto liderado por Jonathan Tavares e Sérgio Alves.

Já em setembro, o “Verão na Casa” instala-se na Avenida dos Aliados, nos dias 06 e 07, para os concertos da Orquestra Jazz de Matosinhos e da Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, ambos às 21:30 e de entrada livre.

@Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.