A "tribo" já chegou à Zambujeira do Mar: tudo o que não pode perder no MEO Sudoeste

O MEO Sudoeste está de regresso à Herdade da Casa Branca, na Zambujeira do Mar.
A

"Meu querido mês de agosto/ Por ti levo o ano inteiro a sonhar ", diz a letra da canção de Dino Meira. Mas os motivos e os sonhos variam - para muitos festivaleiros, o mês agosto é sinónimo de MEO Sudoeste. As portas da Herdade da Casa Branca, na Zambujeira do Mar, abriram no passado sábado, dia 2 de agosto, para receberem os primeiros aventureiros. Esta terça-feira, é o arranque oficial da 23ª edição do evento, com uma programação dedicada aos campistas.

Ao longo dos próximos dias, pelo festival vão passar dezenas de artistas. Na quarta-feira, dia 7 de agosto, às nove da noite, Blaya abre o Palco MEO e promete "fazer gostoso" com os seus singles de sucesso. A cantora portuguesa vai aquecer o público para a banda Years & Years, que prometem passear pelos temas de todos os discos.

Years and Years

Depois da meia-noite, é a vez do "furacão" Anitta subir ao Palco MEO. Na Zambujeira do Mar, a artista brasileira vai desfilar por todos os seus singles de sucesso, começando em "Show das Podersoas" e terminando em "Muito Calor". A noite do primeiro dia fecha do Steve Aoki.

Na quinta-feira, dia 8 de agosto, as atenções vão estar todas centradas em Post Malone, que sobe ao Palco MEO à meia-noite e vinte. "Wow", "Better Now", "Psycho (feat. Ty Dolla $ign)" e "Rockstar" são alguns dos temas mais emblemáticos do artista e prometem levar a "tribo" à loucura.

Jimmy P, 6lack e Kura também prometem animar os festivaleiros na Herdade da Casa Branca, na Zambujeira do Mar.

VEJA OS HORÁRIOS:

No terceiro dia do festival, o brasileiro Vitor Kley terá a missão de dar música aos festivaleiros à hora do pôr-do-sol. Pelo Palco MEO vão ainda passar os Wet Bed Gang, Russ e Vini Vici.

No sábado, dia 10 de julho, Rita Ora e Timmy Trumpet vão dividir protagonismo no MEO Sudoeste. Joss Stone e Carolina Deslandes também vão passar pelo Palco MEO no último dia do festival.

Uma "enchente" de 160 mil festivaleiros

A 23.ª edição do MEO Sudoeste, que arranca na quarta-feira, espera uma "enchente" de 160 mil festivaleiros, a maior desde 2011, na Herdade da Casa Branca, Zambujeira do Mar (Odemira), segundo a organização.
Dez canções, dez personalidades e três línguas: ouça aqui

“Já não me lembrava de uma enchente destas desde 2011, que foi o ano do Eddie Vedder, e de facto ao dia de hoje já ultrapassámos as 32 mil pessoas por dia nas bilheteiras do festival, o que permite estabelecer como meta as 40 mil pessoas por dia”, disse o promotor, Luís Montez, em declarações à agência Lusa.

Para a "enchente" de público que é esperada em Odemira, no distrito de Beja, até sábado, a organização apostou num cartaz musical “fortíssimo”, dirigido a diferentes públicos, com destaque para Anitta, na abertura do festival (quarta-feira), Post Malone, na quinta-feira, e Joss Stone e Timmy Trumpet, no sábado.

“Este ano, temos dois picos de público, na quarta e na quinta-feira, com as atuações de Anitta e Post Malone, que atraem mais público ao festival, além do que adquire passe para todos os dias. Estamos a falar do público mais novo, que ainda não tem autorização dos pais para acampar no Sudoeste”, explicou Luís Montez.

Reconhecendo ter “ficado impressionado” com o público que Anitta “arrasta”, o responsável assegurou que o arranque do festival "vai ser uma festa com 'mucho' calor”.

"No sábado, vamos ter aqui um grande espetáculo de Timmy Trumpet, que, para muitos, é o grande DJ da atualidade, é capa este mês da [revista] DJ MAG como tendo o mundo aos seus pés”, além de Steve Aoki que "já é quase um DJ residente do Sudoeste”, adiantou.

Para fazer face ao aumento de público previsto este ano, a organização, que começou a montagem do festival há cerca de um mês, garantiu “mais segurança e limpeza” no interior do recinto e “mais estacionamento” junto à Herdade da Casa Branca, onde decorre o festival.

“Claro que estas enchentes trazem mais responsabilidades, porque temos de receber bem essas pessoas e para isso queremos garantir, durante os quatro dias, mais segurança, limpeza, casas de banho e mais estacionamento, com a criação de um parque do outro lado da estrada”, junto ao recinto, referiu.

Além do cartaz musical, o convívio, o campismo, os mergulhos no canal e a praia são outros dos “ingredientes” que tornam o Festival Meo Sudoeste num dos mais atrativos para o público jovem, que, desde o último fim de semana, chega às centenas para uma semana de férias no litoral alentejano.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Veja mais sobre

Veja também

 
 

Comentários

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa , as nossas notificações ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.