Bono disse num comunicado lamentar "profundamente" os factos denunciados este domingo pelo jornal The Mail e prometeu reunir-se com as vítimas para fazer um pedido pessoal de desculpa.

O jornal detalha uma série de incidentes de abuso verbal e assédio sexual associados a elementos da ONE, entre eles o de uma mulher casada que foi prejudicada profissionalmente por ter se negado a ter relações sexuais com um membro do parlamento da Tanzânia.

A organização ONE, que luta contra a pobreza e trabalha na prevenção de doenças, com sede em Washington, inclui na direção o ex-primeiro ministro britânico David Cameron, a diretora do Facebook Sheryl Sandberg e o magnata africano das telecomunicações Mo Ibrahim.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.