O grupo suspendeu a digressão norte-americana em março passado, porque Mick Jagger, de 75 anos, precisava de "tratamento médico", alegadamente relacionado com uma válvula do coração.

Na quarta-feira, Mick Jagger divulgou um vídeo nas redes sociais, no qual aparece a dançar em frente a um espelho, e hoje os Rolling Stones anunciaram que reagendaram os concertos que tinham sido cancelados.

A digressão "No Filter" é retomada com dois concertos em junho em Chicago, nos Estados Unidos, seguindo-se outras 15 datas naquele país e no Canadá até ao final de agosto.

Em comunicado, a banda sublinha que na atual digressão o alinhamento inclui 'os êxitos clássicos" "Sympathy For The Devil" e "Paint It Black."

Os Rolling Stones, formados em 1962, já levaram esta digressão a palcos europeus, em 2018, deixando Portugal de fora.

A última vez que o grupo londrino atuou em Portugal foi em 2014, no festival Rock in Rio Lisboa. Na altura, o concerto contou com uma participação de Bruce Springsteen.

"A Bigger Bang", de 2005, é o último álbum de originais do grupo, mas depois desse já editaram em 2016 "Blue & Lonesome", feito apenas de versões e que lhes valeu um prémio Grammy de melhor álbum de blues tradicional.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.